Notícias Adventistas

Sete dicas para conquistar mais especialidades e rechear sua faixa

Yasmin Silvestre, que tem 152 especialidades, compartilha "segredos" para obter mais insígnias.

Por Lucas Rocha 16 de janeiro de 2019

Ao fazer as especialidades, Yasmin descobriu a profissão que quer exercer no futuro (Foto: Naassom Azevedo)

Uma das principais atividades no Clube de Desbravadores é a realização de especialidades – série de estudos sobre áreas específicas do conhecimento. Após cumprir todos os requisitos propostos, o integrante recebe uma insígnia para ser colocada na faixa, que faz parte do uniforme oficial. Não há nenhuma competição realizada entre eles para avaliar quem tem mais.

Leia também:

No entanto, a adolescente Yasmin Silvestre, da cidade de Toledo, no Paraná, foi apresentada na edição Alfa do V Campori Sul-Americano como a desbravadora a ter realizado o maior número delas. Com 152 insígnias e uma faixa que pesa quase meio quilo, os organizadores até então não conheciam alguém, seja no Brasil, Bolívia, Peru, Argentina, Paraguai, Chile ou Uruguai, com uma quantidade maior. A mãe de Yasmin, que é diretora de clube, tem 117. Na família, quem “menos tem especialidades” é o irmão, com 111.

Incentivo

Ao ver Yasmin com uma faixa repleta de especialidades, muita gente sequer imaginou que mais de 30% foram conquistadas em 2018. Isso porque em janeiro do ano passado ela teve uma conversa com o pastor Udolcy Zukowski, líder dos Desbravadores para oito países sul-americanos, que mudou suas perspectivas.

Ao apresentá-la para mais de 40 mil pessoas, o pastor Udolcy Zukowski (esquerda) incentivou os desbravadores a investir tempo nas especialidades (Foto: Anne Seixas)

Ele a desafiou a alcançar a meta de ter pelo menos 100 especialidades. Se ela conseguisse, seria apresentada no palco do Campori. Empolgada, na metade do ano ela já tinha cerca de 120. Continuou fazendo até chegar ao recorde.

Como boa desbravadora, Yasmin compartilha sete dicas para fazer o maior número de especialidades:

1 – Explorar as afinidades: Uma de cada três especialidades de Yasmin é relacionada às ciências da natureza. Sinal de que ela têm afinidade com o tema? Sim, não dá para negar. Inclusive, o conhecimento das especialidades a ajudou na escola, em matérias como Biologia, por exemplo. No entanto, as especialidades foram importantes para comprovar sua vocação. Para ela, a mais difícil de ser feita foi a de História Eclesiástica, que envolve saber sobre a história da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Com a aproximação da idade de prestar o vestibular, a desbravadora já decidiu a gradução: História.

2 – Buscar auxílio de um instrutor: Essa pessoa pode ser alguém do próprio clube ou até mesmo da família. No caso de Yasmin, a mãe, que também é diretora do clube, foi a principal instrutora. Juntas, elas fizeram cerca de 60. Sinônimo de facilidade? Pelo contrário. Ela tem uma pasta com os relatórios manuscritos de cada atividade solicitada para a conquista das insígnias. Além de ter treinado bastante a caligrafia, ainda passou bastante tempo com a mãe.

3 – Ter alguém como inspiração: Quando ainda estava nos primeiros anos do clube, Yasmin percebeu a forma como os coordenadores regionais eram respeitados pelo conhecimento. Um dos fatores da credibilidade era a faixa cheia de especialidades. Ela tomou isso como inspiração e passou a se esforçar para se destacar nesta área.

4 – Estabelecer uma meta: Como já mencionado, foi a partir de um desafio lançado pelo pastor Zukowski que ela fez cerca de 30% das especialidades que possui.

5 – Envolver outras pessoas na desafio: Yasmin tem uma amiga de maternidade. Literalmente. A diferença de idade é de apenas um dia – Yasmin é mais velha. As mães das duas também são amigas. Mas no clube, a amizade ajudou a manter aceso o desafio de conseguir cada vez mais especialidades.

6 – Aprender com vídeo aulas: Nem sempre os instrutores tinham todas as respostas. Quando isso acontecia, ela recorria à internet em busca de vídeo aulas que pudessem ensinar algo que a especialidade requeria. De quebra, ao aprender uma nova, ela ainda compartilhava o conhecimento obtido. De instruída, ela passou a ser instrutora.

7 – Concluir os Mestrados: Os mestrados são concedidos quando o desbravador completa um determinado número de especialidades de uma mesma área. Pode ser um bom guia tentar completar as especialidades que faltam para obter um mestrado. Para alcançar o de Habilidades Domésticas, por exemplo, ela teve que concluir especialidades nada usuais, como a de Desidratação de AlimentosEla aprendeu a fazer uva passas, mas promete que nunca fez para colocar no arroz. “Não ficou bom”, brinca.

Além dessa, ela teve que concluir Cuidado de Bebê, Comidas Típicas, Orçamento Familiar, Congelamento de Alimentos, Técnicas de Lavanderia, Cuidados da Casa e Arte Culinária. “Pra mim, esse papo de não querer colocar cuidar de casa é frescura. Cozinho e arrumo a casa desde os oito, nove anos, e não reclamo”, conta.

Além das 152 especialidades, Yasmin tem 10 Mestrados: Botânica, Ecologia, Zoologia, Ciência e Tecnologia, Habilidades Domésticas, Saúde, ADRA, Atividades Recreativas, Vida Campestre e Testificação (que inclui a especialidade de História Eclesiástica, que confirmou nela o interesse em cursar graduação em História).

Confira as especialidades de Yasmin por área:

Ciências da Natureza: 54

Atividades Profissionais: 2

Saúde: 23

Habilidades Domésticas: 8

Artes e Habilidades Manuais: 5

ADRA: 8

Atividades Recreativas: 25

Atividades Missionárias: 27

Para entender mais sobre as especialidades e conhecer todas as disponíveis, clique aqui.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox