Notícias Adventistas

Evangelismo

7.500 jovens voluntários participam da Missão Calebe na região central da Bahia

Em todo o território, 394 equipes de Calebes trabalharam intensamente durante a missão.


  • Compartilhar:
Jovens fazem a marca da Missão Calebe, fazendo menção aos 50 mil voluntários na ULB. (Foto: Deilane Santos)

"(...) Vou deixar minha marca na história ♫ (...)". Sem dúvidas, você deve ter cantado bastante essa música nos últimos dias, não é mesmo? Mas, já parou para pensar que realmente foi deixada uma marca na história da Bahia e Sergipe? Neste ano, foi alcançada a marca de mais de 50 mil Calebes espalhados nesses dois estados que compõe a União Leste Brasileira.

A Associação Bahia Central não ficou de fora. 7.500 Calebes participaram dessa missão que ficou conhecida como "Calebe de Mão Cheia 🖐", sendo 5.200 jovens e 2.300 Calebes de Lenço, como são chamados os desbravadores, estiveram envolvidos nas 394 equipes espalhadas por todo o território central da Bahia.

Leia também:

Salvação e serviço são os objetivos da Missão Calebe, que incentiva jovens adventistas a viverem e experimentarem um verdadeiro compromisso com Deus, com a igreja e com a comunidade. Eles dedicam suas férias de maneira voluntária para se envolverem em evangelismos em lugares onde não há presença adventista, fortalecem também as congregações pequenas e conquistam novas pessoas para o reino de Deus.

As Caravanas

À esquerda, o pastor Carlos Ferreira ao lado da sua esposa Profª Cláudia Oliveira, acompanhados pelos pastores Eduardo Ibrahim e James Luciano, formando a caravana Calebe. (Foto: Jonny Lucas)

Durante todo o mês de janeiro, administradores, departamentais e cantores percorreram por todo o território com as suas caravanas, conhecendo e visitando os pontos de pregações de diversas equipes de Calebes. Em todos os pontos visitados, a celebração estava repleta de louvores, mensagens e batismos. Nesse pontos, destacam-se os calebes que atuaram na construção, na ilha, em igrejas, escolas, praças, ruas, garagens, casas, etc. Como resultado de todo esse movimento, 387 pessoas foram batizadas e muitas outras continuam estudando a bíblia.

Leia também:

O pastor Eduardo Batista fazendo a reflexão bíblica durante a caravana na cidade de Ribeira do Pombal (BA). (Foto: Jonny Lucas)

Acompanhado da líder do Ministério da Criança e Adolescente da União Leste Brasileira, Profª Eliane Lopes, e do cantor Gabriel Prado, o pastor Eduardo Batista, líder de jovens, desbravadores e aventureiros da União Leste Brasileira, também participou da caravana e agradeceu por todo o envolvimento e compromisso dos calebes da ABaC. "Essa missão é especial porque você está participando dela. Essa marca que estamos deixando na história da Bahia e Sergipe, mostra a força que nós temos ao nos colocarmos nas mãos de Deus. Somos Calebe de mão cheia porque fomos chamados para: pregar, visitar, apelar, batizar e discipular e Deus quer nos usar para essa obra. Parabéns a todos que dedicaram as férias para Jesus, a maior recompensa para nós é a eternidade", destacou.

As demais caravanas seguiram percorrendo outras regiões que compõem a Associação Bahia Central, fazendo um trabalho missionário impactante. Para o líder de evangelismo da Associação Bahia Central, pastor James Luciano, as caravanas foram uma iniciativa de salvação e missão. "As caravanas surgiram da ideia de atendermos diversas equipes em um fim de semana ou até mesmo durante a semana. Como resultado, tivemos a grande alegria de visitarmos e conhecermos as equipes e os pontos de pregação. Sem dúvidas, o maior privilégio é entrar no tanque e batizar muitas pessoas que decidem fazer parte do Reino de Deus", enfatizou.

Pastor Carlos Ferreira teve o privilégio de batizar essa jovem na Igreja Adventista em Água Branca (BA). (Foto: Jonny Lucas)

O presidente da Associação Bahia Central, pastor Carlos Ferreira, conta sobre a alegria em ver os jovens envolvidos nesse projeto. "Os nossos Calebes estão espalhados em todo lugar desse nosso território, espalhando a mensagem de salvação a muitos que ainda não conhecem. Vemos muita dedicação e compromisso e tenho certeza que Deus tem abençoado imensamente. Me sinto muito feliz em ver que a juventude da ABaC se permite ser usada por Deus para grandes obras. E sabe, entrar no tanque e batizar pessoas que decidem estar ao lado de Jesus, é um momento único. É impagável..." afirmou.

Marco histórico

Celebração em Ribeira do Pombal com todos os calebes da região. (Foto: Jonny Lucas)

Neste ano, em toda Bahia e Sergipe, foi alcançada a marca de 50 mil voluntários atuando como calebes. Fazendo menção a marca, essa missão ficou conhecida como “Calebe de Mão Cheia”. Para o líder de jovens da Associação Bahia Central, pastor Eduardo Ibrahim, o objetivo era incentivar os jovens a viverem experiências incríveis com Deus através da missão. "O nosso objetivo não era simplesmente um número, e Deus seja louvado pelos 50 mil, mas o nosso objetivo era termos um Calebe completo, onde os jovens vão visitar, pregar, apelar, batizar e discipular. Então, quando a gente olha o envolvimento dos nossos jovens fazendo parte desse marco histórico, nos sentimos felizes. Independente do lugar que trabalharam, na ilha, na construção e até em lugares ermos e difíceis, Deus usou cada um para fazer a diferença. Deus seja louvado por essa juventude que se dedicou para apressar a volta de Jesus," concluiu.