Notícias Adventistas

Evangelismo

Ajudante é batizado durante construção de Colégio Adventista

Por influência do ambiente e das pessoas com quem teve contato, Juclei Araújo decidiu entregar sua vida a Cristo no local de trabalho


  • Compartilhar:
Antes mesmo de estar concluído, Juclei Araújo foi a primeira pessoa a ser batizada como resultado da nova instituição que nasce na cidade (Foto: Reprodução)

A construção do Colégio Adventista de Alagoinhas, na Bahia, tornou-se um ponto de pregação e decisão. Dos 74 funcionários, 37 estão estudando a Bíblia. E a seguir você vai conhecer a história de Juclei Araújo, o ajudante de pedreiro que foi batizado como resultado do trabalho dos voluntários da Missão Calebe.

Araújo conheceu a Igreja Adventista através da sua namorada, Janeila Muniz, que hoje é a sua esposa. Na época, chegaram a frequentar a igreja algumas vezes juntos. O rapaz, no entanto, a influenciou a viver uma vida diferente, o que a levou a abandonar a fé. Vivendo juntos, porém distantes de Deus, ele e sua esposa sentiam-se incomodados, pois ela sabia que deveria retornar à Igreja, e ele, decidir-se ao lado de Cristo.

Leia também:

Certo dia, Janeila decidiu entregar a vida a Jesus e retornar. Mas Araújo adiou a decisão. Em sua mente, ele desejava ser batizado apenas quando estivesse livre de todos os pecados e vícios, porém, como o passar do tempo, percebeu que isso seria impossível. Sozinho, conversou com Deus e pediu ajuda. Decidido, suas lutas aumentaram. Uma das principais estava relacionada ao emprego, já que havia expediente aos sábados.

No entanto, logo surgiu a oportunidade de trabalhar na construção do Colégio Adventista de Alagoinhas, com uma jornada que se encerrava na sexta-feira. Sem pensar duas vezes, ele aceitou a nova oportunidade. Começou a frequentar a igreja e sentia cada vez mais que Deus o estava chamando.

Construção da espiritualidade

Operários estudam a Bíblia antes do início do expediente (Foto: Reprodução)

Para sua surpresa, todos os dias antes de começar a jornada de trabalho são realizados cultos com louvores e reflexões espirituais. Além disso, dois jovens tiveram a ideia de expandir a Missão Calebe para o local. Durante as manhãs de janeiro, eles estudaram a Bíblia com os funcionários. Um desses estudos tocou profundamente o coração de Araújo.

Firmando a sua decisão publicamente através do batismo, Araújo se tornou o primeiro fruto da construção. "Eu me sinto muito feliz por ter sido o primeiro a ser batizado aqui no Colégio. Sou o primeiro de muitos que virão. Deus continua trabalhando nos corações de vários colegas aqui, e eles também vão se decidir. Essa construção mudou a minha vida, pois foi aqui eu aceitei a Jesus", afirma.

O pastor Reginaldo Barros falando aos funcionários sobre a dedicação do evangelista Max Felipe, que está ao seu lado. (Foto: Reprodução)

Para o pastor distrital, Reginaldo Barros, o momento do batismo enche o coração de alegria. "Mais do que construir paredes, nós construímos a vida das pessoas, no sentido de que elas precisam ter uma experiência de vida com Jesus. O batismo de Juclei nos mostra que Deus já começou a fazer grandes milagres através da construção desse Colégio Adventista aqui em Alagoinhas, e eu tenho certeza que Ele ainda fará muito mais. Desde a sua base, já entendemos que a Educação Adventista vai muito além do ensino: ela salva, transforma e conduz muitos alunos, pais, professores, pedreiros e ajudantes para o Reino de Deus", sublinha.

Veja os detalhes na reportagem abaixo: