Notícias Adventistas

Colégio desenvolve projeto solidário para mulheres em situação de risco

Chamado Bolsa Solidária, a iniciativa conta com o apoio dos pais e está arrecadando bolsas em bom estado, além de itens de higiene femininos.

Por Letícia Alves 4 de março de 2020

A ação sensibilizou meninas e meninos (Foto: Divulgação)

Grandes, pequenas, coloridas, discretas ou não. Afinal, por que as mulheres gostam tanto de bolsas? Por que elas sentem necessidade de ter muito mais do que uma? Seria uma bolsa para cada ocasião? Ou uma bolsa para cada estado de espírito?

Com o Dia Internacional da Mulher se aproximando, o Colégio Adventista Boa Vista, em Curitiba, teve a ideia de fazer um projeto para presentear aquelas que vivem em situação de risco. A iniciativa, chamada Bolsa Solidária, conta com o apoio dos pais de alunos e desde fevereiro arrecada bolsas em bom estado, além de itens de higiene femininos. Ela foi criada para homenagear mulheres que muitas vezes são esquecidas pela sociedade.

Leia também:

Maria Fernanda Oliveira está no 9º ano e ficou sensibilizada com a ação. Resolveu se desfazer de uma bolsa que estava esquecida no armário, mas que agora pode fazer a diferença na vida de outra pessoa. “Eu aprendi que coisas que parecem simples para mim podem sim fazer a diferença para outra pessoa, assim como uma bolsa”, destaca.

Apoio 

Não foram só as meninas que compraram a ideia. Os meninos também mostraram que estão interessados em valorizar as mulheres através dessa atitude. Emanuel Demóstenes é aluno do 5º ano e também já doou uma bolsa que sua mãe não usava mais. “Eu achei a ideia muito legal porque tem mulheres que não têm condições de comprar uma bolsa e estão em situação difícil. Então acho legal para elas se sentirem felizes,” afirma.

Estudantes organizam bolsas recebidas para doação (Foto: Divulgação)

“As mulheres que vão receber esse presente estão na Casa da Mulher Brasileira de Curitiba, uma casa de passagem onde estão fugindo de algo que as ameaça. Muitas vezes elas chegam lá só com a roupa do corpo”, explica Francielle Marcondes, vice-diretora do Colégio Adventista. O objetivo vai muito além de presenteá-las com um objeto físico nesse dia.

A bolsa, um item tão comum no universo feminino, traz muitos significados, e um deles é a liberdade, pontuam os organizadores da iniciativa. Foi pensando nisso que a unidade de ensino resolveu presentear mulheres em situação de vulnerabilidade social, que tem seu direito de ir e vir privado por diversos fatores. A ideia é aumentar a autoestima delas e deixar uma mensagem de esperança de que esse momento vai passar e logo elas poderão usar suas bolsas no dia a dia.

A entrega acontece nesta sexta-feira, 6. “A Educação Adventista prega valores. O projeto é uma forma da gente discutir com nossos alunos a valorização da mulher e o respeito que todos devem ter com elas”, reforça Francielle.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox