Notícias Adventistas

Josanan Alves

Josanan Alves

Primeiro Deus

Histórias e provas de fidelidade a Deus em todos os momentos e circunstâncias da vida.

Medite em cada capítulo da Bíblia

O estudo da Bíblia deve ser parte da vida cristã (Foto: Shutterstock)

Além da oração, a vida devocional é feita de um outro elemento indispensável: o estudo diário da Bíblia. Assim, deveríamos meditar, a cada dia, em um capítulo desse livro. No entanto, meditar é um termo controverso em nossa cultura. Algumas pessoas olham para a prática como uma experiência mística que nos tira do contato com o que nos cerca, algo mais voltado para a contemplação e sem ligação com a vida prática.

Uma busca na internet pela palavra “meditação” nos leva a incríveis 11.400.000 resultados. Mas a maioria deles não tem nenhuma ligação com o que a própria Bíblia apresenta sobre o assunto.

O que é meditar?

De acordo com o teólogo Adolfo Suárez, o termo “meditar” usado nas Escrituras vem da palavra hebraica hagah e significa, literalmente, “murmurar”, “balbuciar”. O raciocínio é o seguinte: quando alguém “balbucia” continuamente a Palavra de Deus, pensa constantemente nela. É como se a pessoa estivesse o tempo todo falando da Bíblia num tom baixo e suave.

Sendo assim, meditar está mais ligado a estudar, pensar, refletir e raciocinar do que com os aspectos místicos e contemplativos apresentados pela cultura oriental e assimilado por muitos cristãos.

Há alguns anos tenho usufruído da bênção de ter um método de estudo da Bíblia. Me permitam compartilhar minhas descobertas nesse aspecto. Nasci em um lar cristão e desde cedo fui orientado a ler a Bíblia diariamente. Em um ponto da vida, alguém me apresentou um plano de leitura chamado “Ano Bíblico”. O objetivo é ler quatro capítulos por dia para, em um ano, concluir toda as suas páginas.

Usei esse método por uns 12 anos, mas em algum momento aquela leitura começou a se tornar um fardo para mim. Eu não sentia nenhum prazer em ler a Bíblia. Tudo se tornou mecânico e sem vida. Então percebi que estava simplesmente lendo, e não estudando ou meditando.

Descobri na prática o que fora escrito há dezenas de anos: “O estudo superficial da Palavra de Deus não pode satisfazer os reclamos que Ele espera. Ler certo número de capítulos diariamente sem dar cuidadosa atenção ao sentido do texto sagrado é de pouco proveito” (A maravilhosa graça de Deus, pág.201).

Um método pra você e pra mim

Crie maneiras de fixar em sua mente as lições extraídas da Bíblia (Foto: Shutterstock)

 A uns oito anos, mudei o método e adotei os seguintes passos:

  • Capítulo do dia – Leio um capítulo por dia, de preferência acompanhando o projeto Reavivados Por Sua Palavra;
  • Verso preferido – Separo um caderno e escrevo o verso bíblico que mais me chamou a atenção e tento memorizá-lo ao longo do dia;
  • Mensagem para hoje – Escrevo o que entendi do texto bíblico. E se não compreendi alguma parte dele, anoto uma observação para fazer uma pesquisa posteriormente;
  • Aplicação para minha vida – Registro como posso aplicar aquele verso em minha vida prática. Essa é, para mim, uma das partes mais importantes do estudo da Bíblia. É o que Deus deseja falar ao meu coração.

Mudança de rumo

Não tenho palavras humanas para descrever o que esse método de estudos da Bíblia tem significado em minha vida, mas um de meus autores preferidos pode me ajudar a descrever. A W. Tozer diz: “Um homem sincero com uma Bíblia aberta, um caderno de notas e um lápis sem dúvida encontrará bem depressa o que há de errado consigo próprio.”

Portanto, tenho um desafio a lhe fazer: comece a estudar a Bíblia seguindo um método. Não precisa ser necessariamente o que descrevi, mas, urgentemente, pare de ler a Bíblia e comece a estudá-la.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox