Notícias Adventistas

Vítimas de temporal recebem auxílio de voluntários no Rio Grande do Sul

Agência humanitária adventista distribuiu vales para compra de novos telhados para residências danificadas.

Por Douglas Pessoa 15 de setembro de 2019

Líderes da ADRA falaram sobre o projeto em rádios de Panambi (Foto: Divulgação)

Famílias que tiveram suas casas destelhadas no último temporal que atingiu Panambi, no noroeste do Rio Grande do Sul, puderam renovar suas esperanças de voltar a morar nas residências graças ao trabalho da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA). O órgão se mobilizou e conseguiu fazer uma doação de 428,02 reais para cada uma das 154 famílias beneficiadas.

A entrega foi feita através da parceria com uma rede de lojas de material de construção. Elas receberam vales com o valor mencionado durante uma cerimônia na noite do dia 12, e nos próximos dias se dirigirão às unidades para adquirir os produtos necessários para as montagens dos telhados. A distribuição foi feita através de um cadastramento prévio dos assistidos, dias antes da entrega.

Leia também:

Apesar da entrega ter sido feita somente na quinta, o trabalho dos voluntários durou toda a semana. Reuniões com autoridades locais e ações de observação dos danos nas casas foram feitas pelos coordenadores do projeto e por voluntários das igrejas adventistas de Panambi. Para divulgar as ações, eles também conseguiram espaço nas rádios locais e falaram sobre as atividades desempenhas pela ADRA em todo o mundo e o comprometimento da Igreja Adventista do Sétimo Dia com a beneficência social.

Segundo Tiago Fiebig, coordenador da ação em Panambi, a escolha da entidade por atender a cidade faz parte das inúmeras ocorrências que a agência tem atendido no Rio Grande do Sul. “Nós temos atendido situações assim em várias localidades do Estado. Recentemente estivemos em Alegrete por causa das enchentes que atingiram o município, e em Porto Alegre devido ao fechamento do único restaurante popular que funcionava lá. Nós também tivemos uma ocorrência parecida com Panambi em Crissiumal, onde um vendaval também destelhou diversas casas”, contextualiza.

Fiebig explica também que a parceria da ADRA na localidade é uma forma de ajudar as pessoas a reconstruir sua vida e ter esperança novamente. Para ele, o envolvimento dos voluntários e o sucesso da ação são satisfatórios. “Meu sentimento é de alegria em ver tantas pessoas se envolvendo na solidariedade. Com isso podemos ver a nossa ADRA envolvida com a missão de atender as famílias de forma emergencial, além de ajudá-las a ter uma renovação de vida”, afirma.

Jovens adventistas de Panambi também participaram ativamente da coleta de informações e seleção das famílias que seriam beneficiadas. Para Morgana Winterfeld Rehn, que esteve presente nos trabalhos, a atividade é uma forma de mostrar a importância que a população panambiense têm para os adventistas. “Nós resolvemos nos mobilizar para averiguar os estragos. Quando vimos de perto tudo o que aconteceu foi um choque. Naquele momento decidimos que algo deveria ser feito. Eles realmente têm uma importância grande para nós”, argumenta.

Veja mais fotos da ação:

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox