Notícias Adventistas

Projetos Sociais

Mutirão de Páscoa levará alívio às pessoas afetadas pela pandemia

A Igreja Adventista na Bahia e em Sergipe arrecadou em 7 meses mais de 700 toneladas de alimentos no ano passado


  • Compartilhar:

(Arte: Divulgação / Igreja Adventista)

Os desafios da pandemia do coronavírus já duram pelo menos um ano e tem causado dores, mortes e aumentado o desemprego e dificuldades financeiras a muitas pessoas. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil encerrou o terceiro trimestre de 2020 com uma taxa de desemprego de 14,6%. Neste cenário, a Igreja Adventista do Sétimo Dia continua atenta a essa situação e enfatiza a necessidade de ampliar a ajuda aos necessitados para minimizar o sofrimento e trazer alívio às pessoas através da assistência social.

O Mutirão de Páscoa é uma iniciativa da Igreja Adventista pela Ação Solidária Adventista (ASA) que tem por objetivo atender às necessidades das pessoas nesse período. Desde o início da pandemia em 2020, o departamento de ASA da União Leste Brasileira, sede adventista para Bahia e Sergipe, em parceria com os líderes de departamentos de suas sedes regionais, organizaram a campanha seguindo 3 princípios básicos.

 

Leia também:

 

“O primeiro princípio legal, orienta seguir com todos os protocolos e cuidados com a saúde para evitar a disseminação do coronavírus; o segundo princípio, estratégico, é fazer o trabalho no contexto da igreja local, atendendo as comunidades próximas onde está a igreja e próxima às bases (pequenos grupos e unidades de ação da escola sabatina). Já o terceiro propósito é missionário, a fim de que as pessoas sejam atendidas e se porventura não participem da igreja como membro, possam também ter o aspecto do conhecimento do evangelho”, disse o pastor Manoel Chaves, líder de Ação Solidária Adventista (ASA) para Bahia e Sergipe.

Manoel compara a mobilização da igreja para o Mutirão de Páscoa no ano de 2020 com o Mutirão de Natal de 2019, projeto que já existe há mais tempo e que tem finalidades semelhantes ao Mutirão de Páscoa. “Em todo o nosso território arrecadamos e distribuímos um pouco mais de 300 toneladas de alimentos no Mutirão de Natal.  No início do Mutirão de Páscoa no primeiro trimestre só de arrancada, arrecadamos mais de 146 toneladas de alimentos, e ao longo da programação Compartilhe Esperança mais 312 toneladas. Então só em 7 meses de 2020 nós dobramos a quantidade de alimentos recolhidos e doados em 2020 durante a pandemia”, reforçou.

A ideia para 2021 é que a arrecadação seja intensificada nas igrejas, onde todos os membros sejam envolvidos no mutirão para que os resultados sejam maiores que o ano anterior e mais pessoas sejam auxiliadas. “Se em 7 meses conseguimos arrecadar e distribuir 776 toneladas de alimentos sem contar com o mutirão de Natal, neste ano seguindo os 3 princípios pretendemos ter uma campanha tão forte quanto foi a do ano passado”, explicou o diretor da ASA.

Arrecadação de alimentos, roupas, máscaras e álcool em gel tudo está sendo estrategicamente pensado para que facilite a missão de pregar o evangelho e para que assim através dessa ação a igreja possa trazer alívio e ajudar a minimizar os efeitos da pandemia na sociedade.

Cada igreja adventista no território da União Leste Brasileira está sendo incentivada a participar do Mutirão de Páscoa, respeitando as recomendações e protocolos de segurança de todos os envolvidos. Para participar entre em contato com a liderança da sua igreja local.


Divisão Sul-Americana Divisão Sul-Americana

Av. L3 Sul - SGAS 611
Conj. D, Parte C
Brasília - DF
70200-710
(61) 3710-1818
Nossas redes sociais