Notícias Adventistas

Mais de 500 jovens se mobilizam para doar sangue na Semana da Páscoa

Com a baixa nos estoques, bancos de sangue fazem parcerias para ampliar as doações no feriado.

Por Fabiana Lopes 26 de março de 2021
Jovens doam sangue durante a Páscoa.

Jovens participam de doação de sangue em Petrópolis. (Foto: divulgação)

A baixa nos estoques dos bancos de sangue de todos país é mais uma triste realidade agravada durante a pandemia. Em 2020, se comparado ao mesmo período de 2019, as doações apresentaram queda de 10%, segundo os dados do sistema DATASUS.

O Banco de Sangue Serum, tem como responsabilidade o atendimento de mais de 80 hospitais particulares e públicos localizados nos municípios do Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo e Petrópolis, portanto, precisa de 100 doações por dia, no mínimo, para atender esta demanda com segurança.

Leia também:

Desta forma, uma das soluções encontradas pelo Serum foi a parceria com o projeto Vida por Vidas, promovido pela Igreja Adventista do Sétimo Dia. Mais de 500 jovens adventistas se mobilizaram e montaram uma escala para doação de sangue. A campanha começa neste sábado (27) e segue até o dia 03 de abril. “Os jovens adventistas estão se mobilizando para ajudar neste momento de pandemia e o que motiva esta juventude é o espírito de servir e ajudar ao próximo. O cuidado com a saúde é um fator preponderante para que os bancos de sangue solicitem nossa participação em variadas campanhas”, afirma Robson Pereira, líder dos Jovens Adventistas na região Central do Rio.

Atualmente, as doações estão com um número muito abaixo da média para este período. “Sabe-se que a taxa nacional de doadores de sangue (1,9%) é inferior a recomendada pelo Ministério da Saúde (3% a 5%), e nos hospitais, as necessidades de transfusões aumentam frequentemente devido ao alto índice de pacientes atendidos, muitos deles vítimas de acidentes de trânsito, pacientes em tratamento contra diversos tipos de câncer, pacientes submetidos a cirurgias, transplantes e pacientes portadores de doenças crônicas. Além da grande demanda, temos um grande desafio relacionado à validade dos hemocomponentes que varia de 05 a 42 dias”, destaca Rodrigo Moreira, líder de captação da instituição.

O técnico em instalações, Elbert Santos, 32, será um dos doadores. Ele doa sangue frequentemente e destaca a importância de um ato simples e rápido. “Saber que estou ajudando a salvar vidas é gratificante. Penso no sofrimento de quem precisa e das famílias, por isso quero ajudar sempre que puder”, afirma.

Vida por Vidas

O Projeto Vida por Vidas da Igreja Adventista do Sétimo Dia já existe há 16 anos, foi criado em 2005 e premiado em 2006 pela Organização Mundial de Saúde. Já somou mais de 300 mil doadores em oito países da América do Sul: Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile, Equador, Bolívia e Peru.

Em 2010, o Vida por Vidas promoveu doações trimestrais para manter a regularidade dos doadores. Com o grande objetivo de suprir a demanda dos estoques de sangue nos hospitais e hemocentros, através do estabelecimento do hábito de doar sangue e da conscientização de cada cidadão, quanto à importância de ser um doador regular.

A partir de 2011, com o desenvolvimento de um sistema especial, as doações acontecem de forma organizada e sistemática. É através de novas iniciativas dos próprios Jovens Adventistas, que contribuem como respaldo para que o projeto amplie o seu incentivo aos doadores.

Saiba como doar

Uma bolsa de sangue pode beneficiar até quatro pessoas. Para realizar a doação é bem simples, veja:

  • Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, outro com foto) em bom estado de conservação;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação);
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Pesar no mínimo 50 kg;
  • Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
  • Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3 horas. Não é necessário estar em jejum;
  • Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada);
  • Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses;
  • Não ter tido gripe ou resfriado nos últimos 30 dias;
  • Não ter tido Sífilis, Doença de Chagas ou AIDS;
  • Não ter diabetes em uso de medicações;
  • Em casos de hipertensão, cirurgias ou uso de medicamentos, consulte a equipe do Banco de Sangue.

Para homens, a doação pode ser feita a cada dois meses, com uma máxima de quatro coletas ao ano. Entretanto, mulheres podem participar a cada três meses, num total de três doações por ano.

Serviço:

O quê? Doação de sangue

Quando? De segunda à domingo, das 7h às 18h, inclusive feriados (Centro e Petrópolis)

Onde?

Serum Centro: Avenida Marechal Floriano, 99 – Centro

Serum Petrópolis (Santa Tereza): Rua Dr. Paulo Hervé, 1130 – Bingen

Contatos: (21) 3233-5950 / (21) 99829-7417 / (24) 2245-2324 / (24) 99272-9416

Estacionamento gratuito Centro: Av. Passos, 120

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox