Notícias Adventistas

Editora adventista e servidores doam 802 cestas básicas no interior paulista

Anualmente, instituição incentiva os funcionários a contribuírem com a campanha Mutirão de Natal.

Por Camila Torres 17 de dezembro de 2018

Hoje, Márcia (à esquerda) é uma das voluntárias do Mutirão de Natal em sua cidade (Foto: William de Moraes)

Em 2016, Márcia Zózimo passava por um período de dificuldade financeira em sua casa. O valor que ela recebia da aposentadoria não era suficiente para cobrir todas as despesas. Por isso, precisava escolher entre pagar as contas ou comprar comida.

Uma padaria de Tatuí, onde ela reside, realizava doações diárias, e a aposentada ia até lá para buscar pães para ela e o neto. Foi onde conheceu algumas pessoas, que um dia a convidaram para uma reunião. A princípio, Márcia pensou que se tratava de política, mas descobriu que o tema estava ligado à Bíblia. Ao voltar para casa ao final de cada encontro, levava consigo os alimentos que recebia, como macarrão e verduras. Como o local era longe de sua casa, um dos participantes, Lúcio Bérgamo, indicou que ela fosse até o templo adventista do bairro doutor Laurindo.

Leia também:

Josefa Bérgamo, esposa dele, colocou o nome de Márcia na lista para receber uma cesta básica. A filha e o genro dela também precisavam de ajuda, mas os mantimentos arrecadados durante a campanha Mutirão de Natal daquele ano estavam todos destinadas às pessoas previamente cadastradas.

Mas, nessa mesma época, os servidores da Casa Publicadora Brasileira (CPB), editora adventista localizada em Tatuí, foram incentivados a participar do projeto. Foi aí que tudo se mudou. As cestas a mais recebidas naquele final de ano ajudaram Márcia, seu genro e outras famílias que apareceram durante o período. “A CPB entregou várias cestas extras para aquela campanha. As pessoas que foram com esperança, receberam. Saíram de lá muito felizes e, além da cesta, receberam brinquedos e roupas”, sublinha Josefa. Márcia abraçou-a e pediu para ajudar.

Alívio para o sofrimento

A aposentada teve sua história contada na cerimônia de entrega das 802 cestas básicas doadas pela CPB e pelos seus servidores neste ano, no dia 11. Elas foram entregues às lideranças locais de 24 igrejas adventistas de Tatuí e região, e para o Lar Vovó Josefina, no município de Araçoiaba da Serra. Em cada templo, a Ação Solidária Adventista (ASA) ficou responsável pela distribuição.

Árvore formada por parte das cestas básicas doadas pelos servidores da instituição (Foto: William de Moraes)

A campanha é lançada na editora e cada servidor doa conforme seu desejo e possibilidade. Para o diretor-geral da instituição, pastor José Carlos de Lima, “a importância da participação deles se resume à própria missão dos cristãos, que é seguir o exemplo de Cristo, contribuindo e ajudando as pessoas necessitadas que vivem em seu entorno.”

O diretor da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA Brasil) para o Estado de São Paulo, pastor Ivo Suedekun, ressalta o papel da Igreja em ajudar aqueles em situações mais vulneráveis. “Este ano nós devemos fechar o programa do Mutirão de Natal com 1,3 milhão de quilos de alimentos. É importante que nós, como Igreja, façamos a diferença, que compartilhemos um pouco do muito que o Senhor nos dá”, frisa.

O presidente da Associação Paulista Sudoeste (APSo) – sede administrativa da Igreja para a localidade -, pastor Aurelino Ferreira, agradeceu o envolvimento dos funcionários da CPB. “O sentimento é de gratidão plena de vermos esse gesto dos servidores da Casa. Essa é uma instituição que tem a visão de missão elevada, doando os recursos para aliviar o sofrimento das pessoas que estão recebendo essas cestas e terão um Natal diferente”, destaca.

Líderes de templos adventistas da localidade exibem placas com o número de cestas destinadas às suas congregações (Foto: William de Moraes)

Após receber ajuda, em 2016, Márcia pediu estudos bíblicos e foi batizada durante o programa do Batismo da Primavera de 2017. “Eles (Lúcio e Josefa) são anjos na minha vida. Eu me batizei e trabalho no Mutirão. [Hoje] vou ao supermercado ajudar a arrecadar os alimentos”, conta emocionada.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox