Notícias Adventistas

Agência humanitária adventista promove projetos de alfabetização no Brasil

Nesse dia 8 de setembro é comemorado o Dia Internacional de Alfabetização.

8 de setembro de 2015

Projetos de alfabetização alcançam crianças, muitas delas em situação de vulnerabilidade social

Projetos de alfabetização alcançam crianças, muitas delas em situação de vulnerabilidade social

Brasília, DF… [ASN] Hoje, dia 8 de setembro, é comemorado o Dia Internacional da Alfabetização. Segundo o dicionário Aurélio, alfabetização significa ensinar a ler. De maneira mais abrangente alfabetização significa não somente saber ler, mas ter a capacidade de interpretar, compreender, criticar, e produzir conhecimento.

Leia mais:

Projeto de alfabetização abre novos horizontes para adultos no Ceará

Com o intuito de auxiliar e beneficiar diversas famílias que possuem crianças em idade escolar, a ADRA Brasil, agência humanitária adventista, mantém em diferentes regiões projetos que promovem a alfabetização de crianças através de acompanhamento escolar.
É o caso, por exemplo, do projeto Cidinho, realizado em Salvador, na Bahia, mantido pela ADRA, onde são atendidas diariamente 60 crianças. Para a coordenadora e pedagoga Ilde Vieira, ver o desenvolvimento das crianças e saber que possuem chances de um futuro melhor através da alfabetização é gratificante. “É emocionante ver a alegria das crianças ao conseguirem ler as primeiras palavras”, relata Ilde.
De acordo com pesquisas divulgadas pelas UNESCO, o Brasil ocupa o 8º lugar entre os países com maiores índices de analfabetismo, representando treze milhões de brasileiros que não sabem ler e escrever. O número representa 8,7% da população acima de 15 anos. Pessoas que conhecem letras e números, mas não conseguem ler ou fazer contas são chamadas de analfabetas funcionais. Uma pesquisa mostra que esta é a condição de 27% dos adultos brasileiros.
A elevada taxa de analfabetismo tem consequências, principalmente porque interfere na inserção profissional. “Sou analfabeto e não tenho vergonha de admitir isto, porém, já deixei de crescer profissionalmente por conta disso”, afirma Leonardo Silva, que recorre ao auxilio de seus irmãos quando necessário.
A alfabetização ajuda a reduzir a pobreza e é uma das mais eficientes maneiras de melhorar a saúde de mães e crianças, pois possibilita o entendimento de prescrições médicas, o acesso a sistemas de saúde, como também a compreensão de livros e materiais de orientação. “A alfabetização não apenas muda vidas, ela também as salva”, exalta Irina Bokova, diretora-geral da UNESCO em mensagem realizada por ocasião do Dia Internacional da Alfabetização, em 2014.
Localizado a 70 quilômetros de Brasília, o Núcleo Adventista de Desenvolvimento e Amparo a Crianças – NADAC, atualmente atende 100 crianças e adolescentes e possibilita que a comunidade carente da região seja beneficiada com incentivo à educação. Para Wania Magalhães, o Núcleo faz toda a diferença na vida de seus filhos, mas não é só ela que percebe isso. “Já me perguntaram, o que você faz pra eles serem tão bons? Eu falo é Deus na vida e a oportunidade de pessoas boas me ajudarem na educação deles. Realmente tudo que eu tenho é gratidão. Tudo que a ADRA está fazendo pra mim é coisa grande dada por Deus”, emociona-se a diarista Wania Magalhães. [Equipe ASN, Jéssica Fontella]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox