Notícias Adventistas

Projeto Um Ano em Missão encerra edição com 200 atendimentos

Jovens dedicaram um ano de suas vidas para servir ao próximo em feiras comunitárias, cursos e outras atividades

Por Vanessa Moraes 12 de dezembro de 2018

Dez voluntários ajudaram no plantio de uma nova igreja na zona Leste paulista (Foto: Fabrício Leão)

Jovens que deixam de lado seus interesses pessoais em benefício do próximo. Que se lançam ao desconhecido por um bem maior. Que dedicam um ano de suas vidas para serem missionários. Assim aconteceu com a dentista Viviane Silva, de 27 anos.

Saiba mais sobre o projeto OYiM na Paulista Leste:

Após deixar a casa dos pais em Campina Grande, na Paraíba, Viviane experimentou dedicar os últimos meses de sua vida ao projeto Um Ano em Missão (em inglês, One Year in Mission – OYiM). Ela fez dezenas de atendimentos odontológicos voluntários na igreja do Jardim Nordeste, no Leste paulista, e em outras comunidades desta cidade.

O projeto teve início no dia 16 de março e foi promovido pela primeira vez na Associação Paulista Leste, escritório da Igreja Adventista do Sétimo Dia para as regiões Leste e Norte da capital paulista. Dez voluntários – cinco homens e cinco mulheres – de diversas áreas profissionais decidiram participar da iniciativa. “Nossa proposta foi colocar a equipe para trabalhar com o departamento de Evangelismo, para ajudar no plantio de uma nova igreja no distrito da Vila Ré”, afirma o pastor Fabrício Leão, líder de Jovens da Paulista Leste e responsável pelo projeto neste campo.

Desafio

Francisco José Kujbida Junior, 34 anos, é formado em Teologia e aceitou fazer parte do grupo voluntário juntamente com sua esposa Scheila Alves Kujbida, de 33 anos. Ele liderou a equipe no campo de trabalho, enquanto ela colaborou como cozinheira. “O projeto foi desafiador. Eu tinha que cuidar dos jovens e ajudar no plantio de uma igreja. Não foi fácil, mas vejo que cresci com pessoa e como cristão, principalmente no amor ao próximo, e percebo que esse crescimento veio das ações comunitárias”, relata o teólogo.

O OYiM encerrou esta edição no dia 2 de dezembro. Cerca de 200 pessoas foram atendidas em feiras de saúde e feiras comunitárias, atendimento odontológico e nos cursos de cabeleireiro, artesanato, inclusão digital, escola cristão de férias e inglês. O grupo auxiliou no batismo de 57 pessoas e na abertura de quatro Pequenos Grupos. “Foi muito bom participar dessa jornada. O melhor de tudo foi ajudar as pessoas a conhecerem o amor de Deus”, acrescenta Francisco.

Missão cumprida

Para Fabrício Leão, o projeto cumpriu seu propósito neste campo. “O jovem deve entender que não precisa ser missionário na igreja para cumprir a missão de Cristo. Ele pode usar o seu conhecimento onde quer que esteja para salvar pessoas, fazer do seu talento o seu ministério, e a partir disso, viver uma vida inteira em missão. Sinto que atingimos esse objetivo aqui”, comemora.

Em 2019 o Um Ano em Missão terá sua segunda edição neste campo. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas pelo site do projeto. Clique aqui.

Conheça mais sobre o projeto Um Ano em Missão:

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox