Notícias Adventistas

Igreja oferece cursos gratuitos à comunidade de Frederico Westphalen

Atividades variam entre curso de culinária, aulas de violão e palestras para terceira idade.

13 de abril de 2017

Em um dos cursos, mulheres aprender a fazer tortas de vitrine. (Foto: Gislene Niderstrasser)

Frederico Westphalen, RS… [ASN] Desde o ano passado, no período em que o guia de estudos da Escola Sabatina se concentrou no papel da Igreja na comunidade, líderes adventistas da Igreja Adventista Central de Frederico Westphalen, no Rio Grande do Sul, passaram a refletir sobre o que poderiam fazer para aplicar as possibilidades descritas no município. Foi quando a ideia de realizar um projeto fixo, que envolveria o uso de dons e habilidades, começou a ser formada na mente da liderança.

Leia mais:

Programa orienta líderes no uso dos dons e na formação de discípulos

Casal gaúcho faz do trabalho, uma missão

Convenção em Ijuí discute como formar discípulos e igrejas com raízes profundas

“Tivemos a percepção de que o espaço da igreja poderia ser mais utilizado e, então, pensamos, “por que a gente não abre mais vezes, a nossa igreja para as pessoas daqui?”, explica o pastor Eliandro Niderstrasser, responsável pelos templos adventistas do município. A partir daí, os líderes resolveram sondar pessoas que poderiam contribuir com o ensino de alguma atividade ou, ainda, ministrar temas importantes a algum público interessado. Em seguida, fizeram uma pesquisa sobre quais áreas seriam mais úteis aos moradores dos arredores.

Dessa forma, surgiram os cursos comunitários, que, até o momento, contemplam três vertentes: culinária, palestras para a terceira idade e aulas de violão. Quem ministra os cursos são líderes da igreja e voluntários da comunidade que se dispuseram a ensinar o que sabiam aos participantes.

Mesmo sendo mais nova, Izabel Riboli passou a participar do momento para a terceira idade com uma psicóloga voluntária. “Eu achei que aquilo poderia ser uma oportunidade de Deus para me enturmar com pessoas diferentes, fazer coisas boas”, conta. (Foto: Gislene Niderstrasser)

Uma das pessoas que tem se disposto a dedicar tempo e energia nos cursos é a confeiteira Marli Fribel. Ela atua preparando tortas de vitrine e passou a ensinar passo a passo às simpatizantes. Entre os participantes, há aquelas que são iniciantes na arte da confecção das tortas e, também, outras que já trabalham em padarias, lanchonetes e precisam aprimorar suas habilidades. A ministradora do curso explica que o engajamento nessa área surgiu quando ela compareceu a uma convenção missionária realizada pela Igreja Adventista, na cidade de Ijuí.  “Eu estava na palestra realizada pelo Johnny [Wong] e ele falou que nós tínhamos que usar os nossos dons para salvar outras pessoas. Daí eu fiz uma oração pedindo a Deus que me mostrasse uma maneira de ajudar. Foi interessante porque, logo depois disso, foi mostrado um vídeo em que uma pessoa estava fazendo esse tipo de trabalho e eu entendi o que eu deveria fazer”, relembra.

Marli ainda acrescenta que a realização da atividade voluntária acontece com todo o prazer, já que se sente útil na missão de espalhar as boas novas do evangelho de forma natural. “Eu poderia tirar um dinheiro por meio disso, mas eu faço de graça, porque de graça, eu recebi. E é muito bom quando você se especializa em algo, se sente seguro naquilo e descobre que você pode dedicar aquela atividade para ensinar coisas boas às pessoas e atraí-las para Deus”, explica.

Em relação às palestras separadas para a terceira idade, é necessário ressaltar que pessoas de outras faixas etárias também podem participar. O momento é dirigido por uma psicóloga, o que agradou bastante a faxineira Izabel Riboli, que descobriu a igreja em um dia que passava na frente do prédio e avistou Gislene Niderstarsser, esposa do pastor da igreja, ensaiando uma música. “Achei a música muito bonita e depois vi uma placa falando dos cursos. Continuei caminhando, mas acabei voltando e resolvi perguntar à ela sobre eles. Eu estou passando por um problema, com um pouco de depressão, e eu achei que aquilo poderia ser uma oportunidade de Deus para me enturmar com pessoas diferentes, fazer coisas boas, então, achei um meio – e de graça – para eu ingressar em alguma atividade. Ela [Gislene] me explicou, eu achei muito interessante e já fui uma vez no curso para a terceira idade. No próximo domingo, quero participar das aulas de violão e de tortas”, conta.

Os cursos tem ocorrido nas tardes de domingo, na rua Carlos Gomes, 1125, no centro de Frederico Westphalen. Para saber mais, entre em contato com o pastor Eliandro, responsável pela igreja, por meio do número (55) 99703 0855. [Equipe ASN, Willian Vieira]

Aulas de violão também fazem parte dos cursos oferecidos aos domingos. (Foto: Gislene Niderstrasser)

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox