Notícias Adventistas

Pastor Erton Köhler é eleito novo secretário-executivo da Associação Geral

Membros da Comissão Diretiva votaram o nome de Köhler para assumir função deixada pelo pastor G. T. Ng

Por Felipe Lemos e Jefferson Paradello 14 de abril de 2021

No ministério pastoral desde 1990, Köhler já esteve à frente de várias funções e regiões administrativas da Igreja (Foto: Gustavo Leighton)

A Comissão Diretiva da Associação Geral (AG), sede mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia, elegeu na manhã desta quarta-feira, 14, o pastor Erton Köhler como seu novo secretário-executivo. Ele substitui o pastor G. T. Ng, que anunciou sua aposentadoria no final de março.

Em seu discurso diante dos membros da Comissão, Köhler agradeceu a confiança do grupo ao recomendá-lo a assumir a nova responsabilidade. Além disso, pediu oração pelos novos desafios. “Meu coração está completamente focado na missão”, afirmou. Ele também agradeceu ao pastor G. T. pelo trabalho realizado na mesma função ao longo do período em que o ocupou. “Peço a Deus que me dê as habilidades necessárias para fazer um pouco daquilo que você fez.”

Leia também:

Erton Köhler nasceu em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, em 1968. Filho de um pastor adventista, cresceu com o desejo de seguir os passos do pai e servir à Igreja Adventista. Por isso, concluiu seu bacharelado em Teologia no Instituto Adventista de Ensino (IAE), hoje Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), em 1989. Também completou o mestrado em Teologia Pastoral pela mesma instituição e recebeu o título de doutor honoris causa pela Universidad Peruana Unión (UPeU). Atualmente cursa o doutorado em Ministério pela Universidade Andrews.

Seu trabalho pastoral teve início na cidade de São Paulo, onde atuou de 1990 a 1994. Em seguida, liderou o Ministério Jovem na Associação Sul Rio-grandense, no Rio Grande do Sul, de 1995 a 1998. De 1998 a 2002 foi o diretor do Ministério Jovem na União Nordeste Brasileira. Ainda no segundo semestre de 2002, foi eleito secretário da Associação Sul Rio-grandense. Em 2003 assumiu o Ministério Jovem Igreja Adventista para oito países da América do Sul, a Divisão Sul-Americana (DSA). Permaneceu na função até o final de 2006, e no ano seguinte foi eleito presidente da mesma instituição.

Casado com a enfermeira Adriene Marques Köhler, tem dois filhos: Matheus, de 21 anos, e Mariana, de 14.

Foco missionário

À frente da Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista, deu especial ênfase em três frentes: Comunhão, Relacionamento e Missão, com foco na relação dos membros com Deus, com seus semelhantes e no principal objetivo da Igreja: anunciar o breve retorno de Cristo.

Também foi responsável por implantar uma massiva campanha anual de distribuição de literatura, conhecida como Impacto Esperança. Em mais de 13 anos, a iniciativa engajou membros e amigos da Igreja a distribuir mais de 300 milhões de exemplares em oito países da América do Sul. Os 14 títulos, com versões em português e espanhol, tem distribuição gratuita e abordam temas como família, saúde e vida cristã, sempre à luz da Bíblia. Veja mais detalhes em livro.esperanca.com.br

Processos administrativos para eleição de um novo presidente

A partir da eleição de Köhler como secretário-executivo da Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia, está previsto um protocolo com passos específicos para nomeação do novo presidente da Divisão Sul-Americana. As normas administrativas adventistas possuem orientações claras para eleger aqueles que ocupam funções como administradores de uma Divisão (presidente, secretário-executivo e tesoureiro). O presidente de Divisão é também um dos vice-presidentes da AG, eleito para presidir no território de uma divisão.

De acordo com o Working Policy, conjunto de regulamentos para a Igreja Adventista em nível global, especialmente na letra C-20, até ocorrer a nomeação de um novo presidente, quem assume a função, de forma interina, é o secretário-executivo da Divisão, pastor Edward Heidinger.

Na sequência, são convocados os membros da Comissão Diretiva Plenária da Divisão Sul-Americana para deliberar sobre esta eleição. Os regulamentos mundiais preveem que especificamente esta Comissão seja dirigida pelo presidente da AG ou por quem ele designar.

A Comissão Diretiva Plenária da Divisão Sul-Americana, coordenada pela AG, está encarregada de propor nomes, neste caso, do novo presidente da Divisão Sul-Americana.

Esta proposta será submetida à Comissão Diretiva da AG como uma recomendação. Finalmente, caberá a esta Comissão em nível mundial decidir quem será escolhido. Os regulamentos da Igreja permitem que este processo de escolha seja realizado de forma online.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox