Notícias Adventistas

Igreja Adventista nomeia líderes de departamentos para o Nordeste até 2025

Equipe escolhida por membros e pastores conduzirá atividades da denominação em seis Estados com base em cinco metas

Por Lucas Rocha 22 de novembro de 2020

Quinta edição da Assembleia Geral Ordinária da UNeB foi sediada no templo adventista localizado no centro de Recife, em Pernambuco (Foto: Divulgação)

A Comissão de Nomeações formada durante a V Assembleia Geral ordinária da União Nordeste Brasileira (UNeB), sede administrativa da Igreja Adventista para seis Estados do Nordeste, escolheu os novos líderes de departamentos de denominação na região.

A equipe deve conduzir as iniciativas da Igreja com foco em cinco metas que abrangem o que foi chamado pelos líderes de “nova rota do discipulado”. Trata-se de objetivos que têm como base a estrutura de Pequenos Grupos e contemplam atividades desenvolvidas nos templos, nas casas e nas ruas.

Leia também:

Além dos diretores de departamentos, a Comissão de Nomeações também escolheu a administração das sedes administrativas locais da Igreja para o Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba e Alagoas. Agora, a composição da UNeB fica da seguinte forma:

Equipe que estará à frente dos departamentos da UNeB pelos próximos cinco anos (Foto: Emerson Moraes)

Administração da UNeB

Presidente: Moisés Moacir

Secretário-executivo: Everon Donato

Tesoureiro: Jairo dos Anjos

Departamentos da UNeB

Associação Ministerial: Pastor Everon Donato

Aventureiros, Desbravadores, Jovens, Música e Universitários: Pastor Diego Barros

ASA, Escola Sabatina, Evangelismo, Ministério Pessoal e Missão Global: Pastor Rafael Santos

Comunicação, Lar e Família, Mordomia e Saúde:Pastor Jadson Rocha

Educação e Liberdade Religiosa: Professora Raquel Ricarte

AFAM, Ministério do Adolescente, Ministério da Criança e Ministério da Mulher: Professora Rosário Costa

Espírito de Profecia e Publicações: Pastor Jason Rosa

 

Sedes regionais

Administração da Missão Alagoas (MisAl):

Presidente: Carlos Augusto

Secretário: Marcos Militão

Tesoureiro: Euzébio Neto

Nova administração da Missão Alagoas será presidida pelo pastor Carlos Augusto (centro), auxiliado pelos pastores Marcos Militão (direita) e Euzébio Neto (Foto: Lucas Rocha)

Administração da Missão Nordeste (MNe – estados do Rio Grande do Norte e Paraíba):

Presidente: Geison Florencio

Secretário: Ivanildo Cavalcanti

Tesoureiro: Valcírio Alves

 

Administração da Missão Piauiense (MPi):

Presidente: Emerson Freitas

Secretário: Marcos Elias Carvalho

Tesoureiro: Fabio Henryque

Igreja no Piauí terá como administradores os pastores Emerson Freitas (esquerda), Marcos Elias Carvalho (centro) e Fábio Henryque (Foto: Lucas Rocha)

Entenda como funciona

Os cargos administrativos na Igreja Adventista em nível de União – sedes regionais que orientam o trabalho das Associações e Missões – são escolhidos durante uma reunião que acontece a cada cinco anos. O evento é chamado de Assembleia Geral Ordinária que, neste domingo, 22 de novembro, teve a V edição para a sede administrativa para os Estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas.

Na ocasião, membros e pastores convocados de acordo com critérios do regulamento interno da denominação formaram a Comissão de Nomeações, que escolheu os líderes de departamentos da UNeB e os administradores das Missões (MPi, MisAl, MNe). No caso das funções exercidas pelos diretores de departamentos da UNeB, a nomeação vale até 2025.

A administração da UNeB até 2025 será decidida em uma outra oportunidade, com a nomeação sendo feita pelos delegados do Concílio Anual da sede administrativa da Igreja Adventista para oito países sul-americanos (Divisão Sul-americana – DSA).

Nova rota do discipulado

O trabalho da Igreja Adventista na região Nordeste é baseado na estrutura de Pequenos Grupos. A partir de agora, as cinco metas norteadoras vão ser chamadas de “nova rota do discipulado”. Esse caminho começa assim que alguém entra para a família adventista, quando recebe o incentivo de se tornar um líder de Pequeno Grupo. Ao participar de um Pequeno Grupo, cada fiel também vai ser estimulado a estudar diariamente a Bíblia e manter comunhão e adoração a Deus, inclusive por meio dos dízimos e ofertas.

O terceiro objetivo coloca os membros do Pequeno Grupo à serviço da sociedade por meio do desenvolvimento de ministérios, como ajuda social como a pintura de casas, cursos de geração de renda ou até mesmo a prática de uma atividade de lazer em comum, como criar uma escolinha de futebol para crianças e adolescentes. O desenvolvimento de ministério deve atrair pessoas para estudar a Bíblia – este é o quarto passo na nova rota do discipulado. Por fim, a quinta meta é batizar pessoas, fazendo com que assim o ciclo seja reiniciado a partir de cada novo converso.

“Nós tivemos muitas reuniões sobre as metas que norteiam o trabalho da Igreja no Nordeste. Conversamos com membros, com pastores e decidimos por este modelo pois ele possibilita o envolvimento direto de cada adventista em cada um desses tópico. É uma fase de ênfase em fazer discípulos no nível pessoal”, destaca o pastor Moisés Moacir, presidente da Igreja Adventista para o Nordeste.

As metas já valem para 2021 e a expectativa é que no ano que vem a atual estrutura de 8 mil Pequenos Grupos impulsionem a formação de 2 mil novos líderes, estudem a Bíblia com cerca de 100 mil pessoas e que a Igreja celebre 25 mil batismos.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox