Notícias Adventistas

Pintor adventista ganha prêmio internacional no Museu do Louvre

Diante da aposentadoria, economista encontrou na arte um novo estilo de vida

30 de março de 2017

Tarso Furlan apresenta o quadro “Noite em Amsterdã”, com o prêmio “O Melhor do Salão” (Fotos: Pedro Ferraz)

Curitiba, PR… [ASN] A aposentaria, na maioria das vezes, costuma ser um momento aguardado pelo trabalhador. No entanto, especialistas apontam que essa nova fase da vida precisa ser preenchida com alguma atividade, caso contrário, poderá impactar de forma negativa a saúde física e mental. E foi isso o que fez o economista Tarso Furlan. Ao encerrar sua carreira como servidor público, ele ficou sem rumo, sem saber ao certo o que fazer, mas encontrou na pintura a oportunidade de se reinventar. Recentemente, uma de suas obras foi premiada em uma exposição realizada no Museu do Louvre, na França.

Leia também:

Natural de Curitiba, Tarso Furlan formou-se em Economia pela Faculdade de Educação Superior do Paraná (FESP), em 1973. Atuou como assessor econômico na Secretaria de Finanças da Prefeitura Municipal de Curitiba, por 30 anos, e por fim se aposentou. Com a nova etapa veio o sentimento de inutilidade e a tristeza tomou conta de Furlan. Fiel da Igreja Adventista, constantemente em suas orações, ele pedia para que Deus lhe mostrasse uma forma de ser útil. Foi então que de maneira despretensiosa, sem nunca ter pego em um pincel, o aposentado resolveu se aventurar no universo da pintura de quadros. Fez sua inscrição em um curso de desenho e pintura, e após ter frequentado algumas aulas com um artista plástico, descobriu o dom nato para a atividade.

“Noite em Amsterdã”, quadro premiado no Museu do Louvre, em Paris

Tendo como diferencial a versatilidade, há mais de 14 anos o até então economista se tornou artista e passou a pintar quadros dos mais variados estilos, desde bistrôs franceses até sacros. A pintura, que a princípio era uma ocupação do tempo, se tornou um hobby e suas obras ganharam destaque dentro e fora do país.

Em outubro de 2016, Furlan participou de uma exposição em um dos mais famosos museus da Europa, o Museu do Louvre, em Paris. Na ocasião, entre os 600 participantes do evento realizado na galeria Carrousel du Louvre, seu quadro Noite em Amsterdã recebeu a premiação O Melhor do Salão na categoria pintura.

Para o economista, não existem dúvidas: o dom da pintura foi um presente de Deus em sua vida. “Nós somos do tamanho das nossas orações e certamente sem Jesus Cristo nada podemos fazer.  Termina o dia e eu estou agradecendo a Deus pelo trabalho realizado”,  ressalta o artista. [Equipe ASN, Luciene Bonfim]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox