Notícias Adventistas

Escritora Elisa Biazzi falece devido a complicações causadas pela covid-19

Autora ajudou a difundir mensagem de saúde apresentada pela Igreja Adventista

Por Isadora Schmitt, Jefferson Paradello e Kelyse Rodrigues 15 de janeiro de 2021

O livro Conselhos Sobre o Regime Alimentar, de Ellen White, despertou o interesse de Elisa pelo tema que ela ajudou a popularizar (Foto: Arquivo pessoal)

A escritora Elisa de Mello Soares Biazzi, conhecida por seus livros sobre estilo de vida natural e culinária saudável, faleceu nesta sexta-feira, 15, em Sorocaba, no interior de São Paulo. Ela tinha 74 anos e estava internada desde o dia 24 de dezembro em decorrência da covid-19.  

Autora de 16 livros com mais de 5 milhões de cópias vendidas, a biomédica e conferencista era esposa do pastor Sidionil Biazzi, que presidiu a Associação Paulistana (AP), uma das sedes administrativas da Igreja Adventista, por 16 anos.  

Leia também:

Ela iniciou seu ministério em 1972, em Pernambuco. No ano de 1980 foi uma das idealizadoras da Clínica Adventista Vida Natural, onde permaneceu até 2020. Além das atividades na área da saúde, também foi secretária do Ministério da Mulher, Ministério da Criança e Ala Feminina da Associação Ministerial (AFAM) da Associação Paulistana.  

Elisescreveu títulos como Viva Natural, Saúde pelas Plantas, Recursos para uma Vida Natural, O Maravilhoso Poder das Plantas, Delícias Vegetarianas, entre outras obras. Apenas pela Casa Publicadora Brasileira (CPB), editora da Igreja Adventista, publicou cinco livros, que juntos somam mais de 4 milhões de exemplares vendidos.  

Legado

Mesmo sendo uma profunda conhecedora dos princípios de saúde, ela sempre procurou trabalhar com muito equilíbrio. Com isso, e com a praticidade e a linguagem simples que utilizava em seus conteúdos, ajudou milhões de pessoas a transformarem sua vida e ter uma saúde melhor”, pontua o pastor João Vicente Pereyra, gerente de vendas e marketing da Casa Publicadora Brasileira. 

Todos os livros que produziu para a editora são levados para a população de todo o Brasil de porta em porta pelos colportores, e conhecidos por sua fácil compreensão, com conteúdo prático e que soluciona problemas. Além disso, são um caminho para despertar a curiosidade das pessoas por temas espirituais. “Nós precisamos falar do evangelho, mas as pessoas não estão facilmente abertas. Por isso, precisamos de uma mensagem de saúde poderosa para despertar esse interesse. E nisso o trabalho dela foi fundamental. Suas obras vão continuar falando por ela”, ressalta Pereyra. 

Para o médico Rogério Gusmão, que ao longo dos anos acompanhou parte do trabalho de Elisa, ela e seu esposo foram os maiores proclamadores da mensagem de saúde da Igreja Adventista no Brasil. Além de escrever, Elisa também dava aulas apontando para os benefícios de um estilo de vida saudável. “Foram pioneiros que viveram a mensagem de saúde. Fica um legado muito importante não apenas para adventistas, mas para todos aqueles que tiveram contato com seus materiais”, acredita.  

Ela deixa o esposo, Sidionil Biazzi, filhos e netos. 


No vídeo abaixo, ela conta o que a levou a escrever sobre estilo de vida saudável:

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox