Notícias Adventistas

Meditação matinal leva mulher a conhecer a Igreja Adventista

Josiane Pereira teve contato com o livro enquanto cuidava de sua mãe no hospital

Por Emanuele Fonseca 24 de novembro de 2020

A começar pela mãe, família teve vida transformada após leitura de meditação matinal (Foto: Divulgação)

Josiane Pereira mora na cidade de Redenção, no interior do Pará. Ela é casada com Doriel Pereira e tem três filhos: Jade (11), Vitor (17) e o Denner (20). Em novembro de 2019, ela precisou ir até a capital do Estado, Belém, porque sua mãe estava com uma doença rara e precisava de atendimento em um hospital maior.

Chegando lá, a mãe ficou internada. Por isso, Josiane e seu esposo alugaram uma casa próxima ao hospital para poderem acompanhá-la. Um dia, ela teve a ideia de comprar um livro para ler para sua mãe. Apreciadora da leitura, saiu atrás de alguma livraria nas proximidades.

Leia também:

“Eu estava há dias no hospital, cansada e sem forças, tentando entender qual era o propósito de tudo aquilo que estava acontecendo. Então, Deus me lembrou que um livro poderia me fazer companhia. Dessa forma o tempo naquele hospital não passaria tão devagar”, compartilha Josiane.

Ao encontrar a livraria, a paraense foi atraída por um título que estava bem na vitrine, chamado Surpresas do Céu, e que contém mensagens diárias sobre assuntos bíblicos e espirituais para o ano de 2020. “Foi especial e quando olhei para a Meditação da Mulher, tudo me chamou a atenção: desde a capa, por ser um devocional, e principalmente por ter as mensagens da Palavra de Deus”, esclarece.

Com a obra em mãos, Josiane leu o primeiro texto para a sua mãe no dia 6 de janeiro. O conteúdo era em formato de uma carta de Jesus para o leitor. No final da leitura, Josiane percebeu que o nome da autora era o mesmo que o dela, e isso chamou sua atenção.

Sensibilidade

Maria Dalva, mãe de Josiane, recebeu alta do hospital e a família voltou para casa. Porém, em março de 2020, ela piorou e precisou retornar para hospital. Dois meses depois, sua mãe faleceu.

Josiane estava de luto e sem esperanças, mas lembrou do segundo texto que havia lido na meditação Surpresas do Céu antes de sua mãe falecer. Ao abrir o livro, ela se sentiu amada e acolhida por Deus. “Ele estava me chamando [para] que não endurecesse o meu coração. Foi quando comentei com meu esposo que precisava obedecer ao chamado de Deus e que iria me mudar para a Igreja Adventista”, narra.

O segundo texto lido também tinha sido escrito por uma Josiane, e isso não poderia ser mais uma coincidência. Foi quando a paraense sentiu que deveria escrever uma carta para a editora do livro. “Enviei para agradecer e dizer da importância que o livro teve para minha vida e como me ajudou num momento tão difícil”, conta.

Josiane do Sul

Josiane Britis é catarinense, mas atualmente mora em Viamão, região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. É casada com um pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Daniel Bueno, e juntos pastoreiam o distrito de Santa Isabel.

A catarinense recebeu o convite da Casa Publicadora Brasileira (CPB) para contribuir com mensagens para a meditação Surpresas do Céu. Ela escreveu apenas dois textos: Carta de Jesus, para o dia 6 de janeiro, e Perdida, para 20 de março. Um dia, ela recebeu um e-mail da editora dizendo que uma leitora tinha entrado em contato com a instituição para agradecer pelo material, principalmente pelo impacto positivo dos dois textos.

“Isso foi uma surpresa muito linda! A gente pensa que apenas mulheres adventistas leem. A emoção foi muito grande. Não podia imaginar que o texto escrito por mim poderia causar uma mudança tão significativa na vida de outra pessoa”, comemora a autora dos textos.

Josiane Britis entrou em contato com a leitora, Josiane Pereira. A partir de então, as “Josianes” se tornaram amigas e a distância não foi empecilho para isso acontecer. “Parece que nos conhecemos há muito tempo. Adicionei a Josiane ao meu grupo de amigas não-adventistas, onde compartilho devocionais, estudos temáticos, etc. Além disso, conversamos particularmente”, explica.

Convite

Por conta da distância, as amigas não podiam se visitar. Mas Josiane Britis conseguiu com seu esposo o contato do pastor Jorge Barbosa, responsável pelos templos adventistas próximos à casa de Josi Pereira. Uma visita foi agendada e o pastor pôde conhecer mais perto a história da família.

Josiane e sua família durante a cerimônia em que foram batizados (Foto: Divulgação)

No dia 1º de novembro, Josiane Almeida e toda a sua família entregaram suas vidas a Cristo por meio do batismo, que aconteceu no templo adventista do Ipiranga. “Me emocionei muito. Chorei durante todo o batismo. Vi a confirmação do amor e o cuidado de Deus para comigo e a minha família. Hoje, Jesus é tudo pra mim! Vivo pra servir, agradar e amar Jesus, aquele que me amou primeiro”, comemora Josiane.

Já Josiane Britis acompanhou o batismo da sua amiga por videochamada e pôde vivenciar o poder de Deus atingindo corações do outro lado do País através de um livro. Segundo a escritora Ellen White, quem já recebeu essa luz precisa apresentá-la a outros. “Todo o que recebeu divina iluminação, deve lançar luz sobre o caminho dos que não conhecem a Luz da vida” (O Desejado de Todas as Nações, pág. 152).

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox