Notícias Adventistas

Pará, Amapá e Maranhão recebem dois milhões de livros neste fim de semana

Ação faz parte do projeto Impacto Esperança, que em 2019 distribui 23 milhões de exemplares em oito países sul-americanos.

Por Anne Seixas, com colaboração de Suyane Scansette, Nicolas Cardoso, Lais Santana, Carolina Nogueira, Leonardo Leite e Juliano Santos 25 de maio de 2019

Jovens foram até o Terminal Rodoviário da capital paraense para compartilhar literatura (Foto: Lais Santana)

Esperando para embarcar no ônibus que a levaria até a casa de uma de suas filhas, Rita do Nascimento, de 63 anos, foi abordada por um adolescente que lhe presenteou com um livro.

Encantada com a capa, ela iniciou a leitura ali mesmo, no Terminal Rodoviário de Belém, no Pará.

Leia também: 

Mãe de cinco filhos, Rita conta que os criou com muitas dificuldades, mas sempre acreditou na importância da família. “Hoje vejo meus netos, bisnetos, a família crescendo, e fico feliz porque tenho certeza de que cumpri minha missão. Claro que todos temos problemas. Minha família também tem, mas o importante é nunca desistir da família”, afirma.

A dona de casa, que logo se identificou com a temática do livro, considera que falar sobre o assunto é sempre relevante. “Nunca imaginei que aqui na rodoviária eu receberia um livro, ainda mais um livro falando sobre família. Esse tema a gente nunca deve se cansar de falar e ler porque família é a base de tudo”, ressalta.

Durante a última semana, colaboradores e membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia foram às ruas para entregar esperança. A ação acontece porque neste sábado, 25, é o dia oficial da distribuição do livro Esperança para a Família, de autoria do pastor Willie Oliver e sua esposa, Elaine Oliver.

livros

Menina exibe exemplar recebido no oeste do Pará (Foto: João Firmino)

A todo lugar

Ao todo, são dois milhões de livros espalhados por todo o território do Pará, Amapá e Maranhão. Cerca de 300 mil voluntários se dividiram em ruas, comércios, órgãos públicos e até presídios para levar gratuitamente a literatura que fala sobre como ter um relacionamento familiar saudável.

Hoje pela manhã, o governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, ao lado do vice-governador e outros parlamentares, recebeu um exemplar do livro missionário. “Nós temos que fortalecer a cultura do saber e estimular a leitura para o conhecimento. É fundamental que todos estejam envolvidos nesta causa. Festejo que a Igreja Adventista tenha esta sensibilidade e a compreensão de que sua missão vai além da formação espiritual”, declarou Barbalho.

Ao todo, 160 colaboradores da Educação Adventista foram até os presídios para entregar literatura (Foto: Leonardo Leite)

Liberdade aos encarcerados

Cinco mil exemplares foram reservados a um público que não costuma ser lembrado. Os jovens que cumprem medida socioeducativa e adultos mantidos em regime de reclusão receberam hoje a visita de alunos do curso de Teologia da Faculdade Adventista da Amazônia (Faama) e de colaboradores da Educação Adventista para o Estado do Amapá e parte do Pará.

“A gente ora pra que Deus opere através dos livros e que o Espírito de Deus trabalhe no coração deles. Façam com que vejam o que aprenderam por aqui, mas também o que podem ganhar. E que saibam que a vida deles pode ser totalmente abençoada daqui pra frente”, sublinhou o pastor Wilson Borba, diretor do Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia (Salt) na Faama.

Inovar para entregar

Diversas ações marcaram o Impacto Esperança. No terminal de integração de passageiros, na zona industrial de São Luis, no Maranhão, dois mil livros foram entregues às pessoas que passavam por lá ao som de um quarteto musical.

Em Paço do Lumiar, município da região metropolitana da capital do Estado, um grupo de igrejas se mobilizou no período da tarde para uma passeata. Já no sul do Maranhão, um grupo de motociclistas foi até a zona rural de Imperatriz para levar livros aos moradores.

Saúde em foco

No sul do Pará foram realizadas ações durante toda a semana, preparando as igrejas para o dia do Impacto Esperança. No domingo, 19, um passeio ciclístico foi promovido para que pastores e membros fizessem um percurso de 9 km para compartilhar exemplares de Esperança para a Família para aqueles que encontraram no caminho.

E no oeste do Pará a dinâmica também se estendeu ao longo da semana. O Impacto foi até os portos, aeroportos e rodoviárias e atingiu centenas de pessoas que chegavam e partiam para outras regiões.

Ainda na Faama, os alunos da educação básica, ensino médio e superior foram até a rodovia para fazer a “Blitz da Esperança”. Os motoristas que passaram receberam o livro missionário e água gelada para enfrentar o calor.

Alunos da Faculdade Adventista da Amazônia prepararam estratégia para chamar a atenção de condutores (Foto: Hamanda Portal)

“O Impacto realmente faz justiça ao nome. É um impacto nas ruas, com crianças, jovens, homens e mulheres. [Também] nos rios, em lanchas e barcos, aeroportos, aviões, helicópteros. Está todo mundo impactado e envolvido nesse projeto de distribuição de um livro, mas neste ano para falar de esperança para as famílias. Por isso, o projeto se torna cada vez maior e mais relevante”, destaca o pastor Leonino Santiago, presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia para o Pará, Amapá e Maranhão.

Logo depois das atividades desta manhã, as famílias pastorais sede administrativa da denominação para o Norte do País seguiram rumo a comunidades ribeirinhas, a bordo da lancha Luzeiro, para levar cópias do livro mais pessoas.

Nesse domingo, 26, devem acontecer ainda as Feiras Vida e Saúde em diversos pontos dos três Estados. Serão oferecidos serviços de aferição de pressão arterial, medição de glicose, massagem, entre outros.

Para chegar às famílias, foram utilizados lanchas e outros meios de transporte (Foto: Divulgação)

Quer saber de que maneiras os adventistas levaram esperança para outras regiões do Brasil? Assista:

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox