Notícias Adventistas

Simpósio de liberdade religiosa orienta diretores locais

Liberdade Religiosa tem estado cada vez mais em evidência e por isso orientar é preciso

23 de abril de 2017

Diretores locais de Liberdade Religiosa participaram de simpósio para orientação

Ananindeua, PA… [ASN] “Todo o homem tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião” é o que afirma a Declaração Universal dos Direitos Humanos adotada pelos 58 estados conjuntos das Nações Unidas. A liberdade religiosa deriva da liberdade de pensamento, uma vez que quando é exteriorizada torna-se uma forma de manifestação do pensamento. (Fonte: Wikipedia)

Para suprir a necessidade de orientação de um tema tão atual, que foi realizado o 1º Simpósio de Liberdade Religiosa da Igreja Adventista do Sétimo Dia nos estados do Pará e Amapá, que aconteceu em Ananindeua, no domingo, 23 de abril, e reuniu os diretores de Liberdade Religiosa das igrejas locais.

“Liberdade e respeito, são duas palavras que devem pautar as atitudes de um verdadeiro Cristão. Por isso devemos ter mais encontros como este para que saibamos nossos limites e possamos respeitar as outras religiões” aponta João Carlos, diretor de Liberdade Religiosa da Igreja Adventista do Sétimo Dia no norte do Brasil.

 

Ana Priscila buscou orientações para se defender durante realização de provas acadêmicas e concursos públicos

Durante o simpósio, muitas dúvidas foram trazidas pelos participantes, várias delas a respeito dos direitos relacionados a vida acadêmica, participação em concursos públicos e a forma que o cristão deve se portar nesse universo. “Nós, que participamos de provas e outras atividades acadêmicas, precisamos ter argumentos para defender nossas crenças e, por isso, participar desse encontro foi fundamental para que eu possa ter base para defender o que acredito”, afirma Ana Priscila, que é estudante.

.

Deputado estadual Jaques Neves falou sobre as ações políticas em favor da liberdade religiosa

A liberdade religiosa é união para resolver o bem comum. Exemplo disso foi a mudança nos dias de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Diversas religiões se uniram em prol dessa causa. “A política é responsável por ações que possam unir várias religiões para resoluções de bem comum. O Estado é laico, mas nós podemos realizar ações em prol de nossas convicções religiosas e por isso criamos a frente parlamentar de liberdade religiosa no Estado do Pará” frisa o deputado estadual Dr. Jaques Neves, que foi um dos palestrantes do simpósio.

Sugestão:

“Temos que orientar nossa membresia quanto ao respeito a outras crenças para que nossas ações não firam outras religiões em detrimento da nossa, garantindo a nós uma maior liberdade nas nossas ações em favor da comunidade”, declara pastor Damião Soares, diretor de Liberdade Religiosa para os estados do Amapá e Pará. [Equipe ASN, Leonardo Leite]

Confira as fotos:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox