Notícias Adventistas

Festa no Egito durante primeira investidura de Desbravadores

Presença de desbravadores no país é uma novidade comemorada por grupo que trabalha com crianças e adolescentes da região.

20 de março de 2015
festa-no-egito-durante-primeira-investidura-de-desbravadores-no-pais

Desbravadores Moheb Lucca e Mary Shehata são egípcios. Mary é a secretaria do clube

Cairo, Egito … [ASN] Em um ano de atividades no Egito, o clube de desbravadores Pioneiros do Nilo, liderado pelo casal de voluntários brasileiros, Marcos e Ana Paula Lima, continua vibrante. A primeira caminhada, as primeiras especialidades e o primeiro acampamento aconteceram durante o ano de 2014. Para começar 2015, o plano era lançar o uniforme de gala egípcio e realizar a primeira investidura do clube no mês de aniversário dos pioneiros em março.

A cerimônia de investidura foi marcada então para o dia 7 de março, um sábado, como um programa especial no campus do pequeno internato adventista egípcio – o Nile Union Academy (NUA) em Gabal Asfar, Grande Cairo, sede do clube.

 Um ano memorável

Motivos para celebrar não faltam para os pioneiros do Nilo. Em um ano, muitas coisas aconteceram para os jovens participantes do clube. Entre as atividades realizadas, ele passaram pela primeira vez por experiências que jamais irão esquecer, como conhecer o mar e mesmo visitar as Pirâmides do Egito.

“Eu jamais poderia imaginar quantas coisas nós aprenderíamos no clube e quantas atividades legais faríamos. Eu não gostava de ficar aqui na escola antes. Apenas estudávamos e cumpríamos as horas de trabalho todos os dias e mais nada. O clube transformou nossa escola”, conta Wasseem Youssif em seu terceiro ano de internato no NUA. Aos 17 anos, Wassem viu pessoalmente o mar e realizou ações comunitárias pela primeira vez. Ele passou, também, a se interessar pela Bíblia por meio do clube de desbravadores.

Wassem foi investido na classe de amigo, recebeu a comanda de excelência por estar entre os melhores desbravadores do clube e também o título de melhor desbravador do ano. Há um ano, rapaz não fazia ideia o que era ser um desbravador e entrou no clube por curiosidade. “Agora eu sei que no clube eu aprendo muito e posso servir melhor a Deus e ajudar pessoas ao meu redor. O clube me aproxima de Deus e me faz uma pessoa melhor”, declara o jovem egípcio.

Leia também:

Egito já tem seu primeiro clube de desbravadores

O Clube de Desbravadores existe em mais de 120 países. A investidura do Clube é uma cerimonia oficial da Igreja Adventista reconhecida em todo o mundo. As insígnias, medalhas e comandas recebidas, fazem brilhar os olhos dos adolescentes participantes por suas conquistas e atividades realizadas. Os desbravadores que cumprem todos os requisitos oferecidos pelo clube durante o ano, finalizam uma das seis classes regulares do programa do clube, divididas em três áreas: atividades físicas, espirituais e comunitárias.

A primeira investidura do Pioneiros do Nilo no Egito também é a primeira que se tem registro na história do Igreja Adventista no Egito presente no país há mais de 100 anos. “Adolescentes aprendem através do exemplo. Eles gostam dos símbolos, de cerimoniais, de se sentirem valorizados através de eventos como este. Os momentos importantes do clube, os fazem sentir importantes como pessoas, para a Igreja e para Deus”, explica Marcos Eduardo, sociólogo brasileiro, professor do NUA e diretor do clube Pioneiros do Nilo.

O uniforme passou por adaptações para atender as necessidades e realidade local, assim como para representar o país. “Eu não imaginava o quanto esse dia seria tão especial. Vestir o uniforme pela primeira vez. Foi inesquecível! Nada se compara aos momentos que tenho vivido e compartilhado com meus amigos como um desbravador”, relata Wasseem.

Celebração no Egito e no céu

A manhã do sábado dia 7 de março foi particularmente única para outras quatro desbravadoras. A cerimônia de investidura contou com o batismo de quatro pioneiras do Nilo, a maior comenda que um desbravador pode receber – “ter o nome escrito no livro da vida” por toda a eternidade, como mencionou o presidente da Igreja Adventista do Egito, pastor Kleyton Feitosa, um dos pastores oficiantes. “Neste dia eu pude dizer a todos que eu confio em Deus e eu quero tê-lo em minha vida pra sempre”, diz emocionada a desbravadora sudanesa Poni Lado (18).

Poni tomou a decisão pelo batismo no primeiro acampamento do clube em dezembro de 2014 ao ouvir e fazer parte dos momentos espirituais do evento. “Eu tomei a decisão lá, mas eu precisava estudar melhor a Bíblia”, conta. Assim que as aulas retomaram essa foi uma das primeiras coisas que as desbravadoras pediram ao capelão da escola e diretor do clube. Com alegria e emoção estampadas, as quatro desbravadoras e alunas do NUA selaram seu compromisso com Deus, de serviço e dedicação a Ele e ao próximo, como os ideais dos desbravadores representados em seus uniformes.

O Clube Pioneiros do Nilo é o único clube de desbravadores egípcio no país, fundado no dia 9 de março de 2014, como o principal projeto coordenado pelo casal Lima, voluntários no Egito pelo Serviço Voluntário Adventista – programa mundial de voluntariado da Igreja Adventista do Sétimo Dia. [Equipe ASN, da Redação, com informações de Ana Paula Lima]

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox