Notícias Adventistas

Voluntariado adventista ganha impulso com resolução do governo

Ministério da Educação anunciou que, agora, estudantes poderão computar em seus currículos horas de trabalho dedicado ao voluntariado.

3 de setembro de 2018

Da redação

Jovens durante a construção de um templo adventista na Bahia (Foto: Divulgação)

Jovens durante a construção de um templo adventista na Bahia (Foto: Divulgação)

A semana passada foi marcada pela homologação de uma resolução, por parte do presidente da República, Michel Temer, que permitirá aos estudantes de escolas e universidades computar nos currículos acadêmicos as horas de trabalho voluntário.

Segundo informou o Ministério da Educação, em nota em seu site, “as atividades curriculares ligadas ao voluntário poderão ser acrescentadas à carga-horária mínima, por iniciativa da instituição de ensino, e ser contadas a mais, inclusive, no histórico escolar do aluno. Na Educação Básica, no entanto, a carga horária do voluntariado deverá ser realizada além da carga-horária mínima”.

Leia também:

Quem gostou da notícia foi o diretor do Serviço Voluntário Adventista (SVA), Joni Oliveira. Na avaliação do líder, a decisão se torna um grande incentivo para milhares de jovens adventistas viverem uma experiência de voluntariado. “Eu não tenho dúvidas de que Deus tem aberto as portas e enviado recados claros, nos dizendo para acelerar com a pregação do evangelho não apenas enviando os recursos financeiros, mas principalmente os recursos humanos. Afinal, as pessoas ainda são o melhor e mais eficaz método de Deus”, afirma.

Potencial de crescimento

Os números do Serviço Voluntário Adventista (SVA) mostram que, em 2018, entre os meses de janeiro e agosto, houve registro de 263 voluntários em 49 países. Nesse mesmo período, foram enviados 198 para outros países fora da América do Sul. E, no movimento contrário, 160 jovens estiveram ou estão atualmente em serviço no território compreendido por oito países que compõem a Divisão Sul-Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Os voluntários do projeto Um Ano em Missão em atividade atualmente chegam a 1206 jovens. Destes, 585 também estão registrados no SVA. Oliveira argumenta que com essa resolução será possível aliar o cumprimento de requisitos de uma faculdade, por exemplo, com o exercício do voluntariado e, portanto, para o avanço do reino de Deus.

Olhando já o futuro, o diretor do SVA projeta a possibilidade de despertar o interesse em jovens universitários para que promovam, entre outras ações, curtos vídeos para multiplicar nas redes sociais a fim de informar sobre a existência dessa regulamentação. “Pretendemos, também, incentivar os coordenadores dos cursos que encorajem seus alunos a fazerem uso dessa oportunidade garantida por lei, juntando o útil ao agradável”, afirma.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox