Notícias Adventistas

Desbravadores na Bahia e em Sergipe celebram 70 anos de ministério

“Alegria na terra, maior alegria no céu!” Este é o tema para toda América do Sul para a comemoração neste mês de setembro.

Por Pollyana Trindade 12 de setembro de 2020

 

Neste sábado, 12 de setembro, os desbravadores estão em festa. Hoje é  comemorado os 70 anos de existência do Ministério dos Desbravadores. E no território da União Leste a comemoração ocorrerá através de uma live de celebração às 15h no canal oficial do YouTube da União Leste Brasileira, sede da Igreja Adventista do Sétimo Dia para Bahia e Sergipe. A celebração teve início desde o dia 06 de setembro, quando teve início a Semana do Lenço. E continuará com o Evangelismo da Semana da Esperança, de 19 a 26 de setembro, mês dedicado também ao Batismo da Primavera, tradicional campanha evangelística do calendário adventista.

 

O Clube de Desbravadores é um programa oficial da Igreja Adventista e está presente em mais de 160 países, com 90 mil sedes e mais de 1 milhão e meio de participantes. Os três pilares que marcam o símbolo conhecido pelos desbravadores são o desenvolvimento físico, mental e espiritual. Mas, quem são os desbravadores afinal? Desde 1950 centenas de jovens de diferentes classes sociais, cor, religião, com idades entre 10 e 15 anos se reúnem semanalmente, para aprender praticar e desenvolver talentos, habilidades, percepções e o gosto pela natureza. Esse é o trabalho realizado pelo Clube de Desbravadores, e não é preciso ser membro da Igreja Adventista para ingressar em um clube.

 

Leia também:

 

O líder de desbravadores para baianos e sergipanos, o pastor Eduardo Batista, atua na liderança como pastor desse ministério desde 2006. Já passou pelas sedes administrativas de várias associações, na região de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Pará. Há 2 anos está na liderança no território da União Leste Brasileira, comandando 33.807 desbravadores distribuídos em 1.207 Clubes de Desbravadores. “É um exército muito grande! E me inspira na missão que Deus me confiou de salvar do pecado e guiar no serviço. Esse ministério é de importante relevância para igreja, porque, certamente muitos juvenis nessa faixa etária entre 10 e 12 anos não seriam alcançados de outra forma se não por esta ferramenta e instrumento de Deus chamado Clube de Desbravadores”, disse.

Pastor Eduardo Batista (Foto Reprodução)

Eduardo contou seu testemunho como jovem na igreja, e a forma como o clube de desbravadores o alcançou. “Houve uma época da minha vida em que eu não queria saber de nada com religião, absolutamente nada de igreja, e fui atraído para a mesma através desse ministério dos desbravadores, e assim como eu, o clube acessa o coração de muitas pessoas que de outra forma não seria alcançada. É uma ferramenta evangelística tremenda que desenvolve o interesse dos juvenis, onde eles percebem que o evangelho é completo no físico no mental e no espiritual, e eu louvo a Deus por isso”, comentou.

 

Secretárias por paixão

Patricia Santiago, conheceu os desbravadores no ano de 1983, mas foi cinco anos depois que teve a oportunidade de

Foto de Arquivo (Reprodução)

ingressar em um clube. Ela conta que não imaginava a mudança que esse ministério traria em sua vida, “Tudo que eu sou e tenho, eu devo ao Clube de Desbravadores. Desde que fui atraída para esse ministério, meu maior desejo e a lição que tiro dessa paixão, é que não posso depois de ser tão abençoada por ele permanecer com essa benção só para mim… ao longo desses 32 anos que atuo como líder nessa área, tenho usado toda experiência adquirida através do clube, na formação de novos líderes que possam de maneira direta cumprir um dos ideais desse ministério salvando meninas e meninos do pecado e guiando no serviço do nosso desbravador maior: Jesus!”, declarou. Santiago, revelou ainda que além de ser voluntária atuando em um clube na sua igreja local, trabalha também profissionalmente nesta área, “não poderia ter honra e privilégio maior que poder contribuir de forma profissional para este departamento”, afirmou. Patricia já trabalhou na sede administrativa da região de Salvador e hoje atende o departamento do ministério jovem como secretária da sede administrativa em Lauro de Freitas, a União Leste Brasileira.

Foto de Arquivo (Reprodução)

Outra secretária que atuou e se aposentou com 35 anos de serviço aos desbravadores, foi a pernambucana Nilza Guimarães, que a convite da igreja passou a secretariar os departamentos de Educação e Jovens, que incluía os desbravadores também, na época a então Missão Bahia com sede na cidade de Salvador, hoje conhecida como Associação Bahia.

 

Foto de Arquivo (reprodução)

Nilza revela que muitos fatos marcaram a trajetória dela neste ministério, mas, o que ela guarda com muito carinho foi a história de um garoto que a procurou com interesse em ingressar em um clube de desbravadores, “Certo dia atendi um garoto na minha sala, e o mesmo trazia na mão uma revista do Nosso Amiguinho, com uma matéria sobre os Desbravadores. Ele queria saber como fazer para participar de um clube e onde ficava o mais próximo, conversamos bastante e prometi conseguir uma vaga para ele… logo se destacou fazendo as classes e especialidades. Não demorou muito, foi batizado e investido em Líder de Desbravadores com uma linda trajetória, e para resumir a história, esse garoto estudou se tornou pastor atuando muitos anos na liderança dos desbravadores e hoje é Secretário Executivo da sede que administra a região central da Bahia localizada em Feira de Santana. Posso dizer com gratidão que o pastor Carlos Ferreira é fruto direto do meu trabalho de atendimento como secretária de Desbravadores, e sou feliz por isso” disse.

 

Clubes Pioneiros na Bahia e Sergipe

Clube Dourados – Foto Reprodução

O primeiro clube estabelecido na Bahia, foi fundado por João Souza Neto no ano de 1969 na cidade de Floresta Azul, oficializado como Clube de Desbravadores Dourados. O clube pertencia a Igreja Adventista Central de Floresta Azul, na época o diretor eleito o João Neto, buscou ajuda da Missão Bahia Sergipe para estabelecer o clube, que o orientou a solicitar os materiais em São Paulo. Hoje com 74 anos, João conta que se empenhou em estudar todo o material que recebeu com o intuito de ajudar a juventude naquela região. “Descobrir que o clube não se destinava somente aos jovens, mas aos juvenis e passei a matricular essas crianças no clube. Incentivei os mais velhos a se investirem em líderes e organizei as classes de especialidades por idade”, conta.

 

João Neto foi homenageado em 2017. (Foto Reprodução)

Neto conta com gratidão que a melhor recompensa que ele teve ao longo dos anos, foi ver seu filho continuar o trabalho que ele começou, e com isso ter o reconhecimento do Clube de Desbravadores naquela região por autoridades públicas. Hoje o antigo Clube de Desbravadores Dourados é conhecido como Clube de Desbravadores Atalaias da Floresta, o trabalho realizado pelos desbravadores conseguiu expandir a propagação do evangelho no sul da Bahia. “O clube cresceu de tal forma, e trabalhava a serviço da comunidade, que se tornou destaque na cidade, e qualquer evento realizado pela prefeitura e região, o clube era o primeiro convidado a participar”, revela o senhor João.

O sonho do senhor João é que este clube continue sendo instrumento de salvação e pregação do evangelho, como tem sido até hoje.

 

Em Sergipe, o primeiro clube a ser oficializado foi o Clube de Desbravadores Capitão Atalino Cerqueira da Igreja Adventista Central de Aracaju no ano de 1975.

Sóstenes Amarante conheceu o clube quando ainda tinha 9 anos de idade, um ano depois (1976) da fundação do primeiro clube no estado de Sergipe. Ele conta que daí em diante só desenvolveu cada vez mais o espírito de liderança, ajudando a fundar 2 clubes, atuou como diretor de ambos, “A participação no clube foi uma porta de entrada para o preparo e desempenho de outras atividades na igreja, sempre gostei de trabalhar com o público juvenil e adolescente tendo a oportunidade de ao longo desse tempo contribuir com esse ministério tão especial”, revelou.

 

Em 40 anos de liderança, Sóstenes revela os desafios de aprendizagem, de serviço a Deus, de amor ao próximo e de entrega ao objetivo maior que é salvar do pecado e guiar no serviço. Para ele essa comemoração nesse momento de pandemia trouxe grandes lições, “Na pandemia o grande desafio por conta do isolamento social foi manter as atividades de maneira remota, mas fomos agraciados com um líder comprometido, o pastor Dennil Morais, que é o líder do ministério jovem para toda região de Sergipe. Ele nos passou instruções de atividades que poderiam ser desempenhadas on-line a cada semana (especialidades, desafios, ano bíblico), além disso houve o incentivo ao pilar espiritual através de uma classe bíblica virtual, a leitura da bíblia e concursos bíblicos. Com isso as atividades com o clube não pararam”, comenta.

 

Se você tem o desejo de conhecer mais, e fazer parte de um clube de Desbravadores, só clicar em Encontre um Clube, perto da sua região. Durante todo o ano as inscrições são abertas.

 

 Confira a galeria de fotos de vários eventos nesses anos:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox