Notícias Adventistas

Comunidade surda participa de atividades em libras em Colégio Adventista

Em celebração ao Dia Nacional do Surdo, exercícios reuniram alunos e surdos convidados

Por Evellin Fagundes 25 de setembro de 2019

 

Comunidade surda participa de atividades na Semana Azul em Colégio Adventista

No calendário nacional, 26 de setembro é marcado pelo Dia do Surdo. Para lembrar desta data, alunos do maternal ao 9º ano do Colégio Adventista de Itabuna participaram de atividades para celebrar a chamada “Semana Azul”, voltada à inclusão da comunidade surda. Jogos em libras confeccionados pelos próprios alunos e palestras de especialistas fizeram parte dos exercícios promovidos . A convite do colégio, pessoas da comunidade surda de Itabuna acompanharam o movimento. Segundo Thais Campos, intérprete de libras há 9 anos e professora do colégio, a iniciativa promoveu aprendizado e interação. “Os alunos conheceram melhor a realidade do surdo, tiveram a oportunidade de fazer perguntas. Há meses eles estudam libras aqui no colégio, mas para muitos esse foi o primeiro contato com um surdo”, contou.

Alunos e surdos participaram de jogos em libras

Leia também: 

Entre os jogos confeccionados pelos alunos, havia jogo da memória e dominó sobre cores, alimentos e números, tudo em libras. Um dos momentos de destaque foi o chamado “batismo” de alguns alunos pelos surdos, que é quando um surdo observa as características de uma pessoa e atribui a ela um sinal específico de identificação pessoal. (Veja o vídeo com alguns dos sinais aqui.)

Gabriel Brandão de 17 anos foi um dos convidados. Para ele, participar das atividades foi uma experiência positiva. “É muito bom, desde cedo, que as pessoas aprendam línguas de sinais. Gostei muito do convite porque estreita os laços. As crianças e adolescentes têm a oportunidade de conhecer melhor a nós surdos e a nossa cultura”, disse. Priscila Menezes, aluna do 5º ano, disse que a Semana Azul foi muito importante. “Eu pude utilizar o que aprendi nas aulas de libras. Foi divertido e dinâmico”, falou. Já para a aluna Rebeca Oliveira, de 10 anos, as atividades a ajudaram a adquirir novos conhecimentos. “Amei as atividades. Tudo foi muito bom porque aprendi mais, principalmente novas saudações”, relatou.

No Colégio Adventista de Itabuna, a Língua Brasileira de Sinais foi inserida como disciplina curricular desde janeiro deste ano.

Acompanhe algumas fotos abaixo:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox