Notícias Adventistas

Paulo Coelho

Paulo Coelho

Finanças em dia

Dicas, orientações e conselhos sobre como manter as contas pessoais em dia levando em conta a Bíblia.

Como reorganizar suas finanças na pandemia

Reavaliar cada gasto e renegociar contratos é uma das formas de diminuir despesas (Foto: Shutterstock)

Em 30 de dezembro de 2020, a BBC News Brasil publicou uma matéria com o título “Coronavírus: a advertência da OMS de que pandemias ainda piores podem vir no futuro.” O primeiro parágrafo afirmava: “Em sua entrevista coletiva do ano de 2020, a OMS (Organização Mundial da Saúde) destacou os avanços obtidos no combate ao coronavírus, mas também emitiu um alerta para a humanidade: esta pandemia, apesar da devastação que causou neste ano, pode não ser a pior que vamos enfrentar, por isso devemos estar preparados.”

E o que é preciso fazer para estar preparado para encarar pandemias piores?

Leia também:

Para enfrentar qualquer crise, se faz necessário manter a saúde física, mental, espiritual e financeira. A ausência de uma ou outra agravará a situação, o que trará ainda mais dificuldades.

Plano de longo prazo

Se é fato que é necessário se preparar para crises não esperadas, também é preciso estar pronto para enfrentar as que são anunciadas. O homem prudente procura amenizar o sofrimento ao buscar equacionar suas receitas e despesas, adaptar seu estilo de vida à nova realidade e fazer sobrar recursos para crises maiores.

A crise gera oportunidade de rever prioridades, repensar gastos e reorganizar as finanças.

Pode ser que outras crises diferentes de uma pandemia afetem a sociedade – ou se agravem, como demissão, tratamento de saúde ou até mesmo a morte do alguém da família. Por isso, é importante destinar parte dos recursos mensais para um fundo de emergência, o qual poderá ser usado para pagar o que for necessário em caso de doença, atendimento psicológico, e custos diversos – no caso da perca de algum ente querido.

Também, poderá ser usado para iniciar um novo projeto em caso de demissão ou manutenção do lar até estar empregado novamente.

Portanto, conhecer as prioridades, as despesas urgentes e as essenciais ajudam na otimização dos gastos, e são formas de identificar o que é supérfluo e compromete a saúde financeira de sua família. A economia desses gastos é a fonte para o fundo de reserva.

Adequação a novas realidades

Devido à pandemia, muitas pessoas passaram a trabalhar em casa, no famoso regime de home office. Esse modelo pode trazer algumas comodidades e economias, tais como menor custo de locomoção e com alimentação. Porém, também apresenta aumento na conta de energia, necessidade de comprar móveis apropriados e custos maiores com o contrato de serviços de banda larga. Para se adequar a isso é preciso registar e organizar tais custos. Para isso, uma planilha ajuda bastante e pode ser útil para sustentar uma argumentação junto aos empregadores, se for o caso.

Ao repensar nas despesas, sempre é bom avaliar a forma como elas são pagas. À vista ou a prazo? Provérbios 22:7 diz: “O rico domina sobre os pobres e o que toma emprestado é servo do que empresta.” Em seu livro Administração Eficaz, Ellen White lembra: “Quando puderes apresentar-te novamente um homem livre, não devendo nada a ninguém, terás alcançado uma grande vitória.”

Pense nisso e mantenha suas finanças em dia.

WordPress Image Lightbox