Notícias Adventistas

Coluna | Conversa de família

Como manter valores em um mundo de constantes mudanças

A ameaça das ideologias de cunho essencialmente humanista ameaça os valores das famílias que se baseiam na Bíblia.


  • Compartilhar:
A Bíblia se contrapõe às ideias humanistas, muitas delas que atacam diretamente os valores cristãos que são buscados por muitas famílias. (Foto: Shutterstock)

Em nosso mundo moderno, as famílias que buscam viver de acordo com os ensinamentos cristãos encontram muitos desafios. Um dos maiores é o crescimento das ideias humanistas, que muitas vezes colocam o indivíduo no centro de tudo, valorizando as escolhas pessoais e a liberdade acima das responsabilidades com os outros.

Essas ideias podem contrastar com os valores cristãos que enfatizam cuidar uns dos outros e seguir os ensinamentos de Jesus, como lembrado em Filipenses 2:4: “Cada um de vocês não deve olhar somente para os seus próprios interesses, mas também para os interesses dos outros.”

Humanismo e influência na família

1. Priorizando o individual sobre o coletivo: o desejo de sucesso pessoal pode fazer com que as necessidades da família sejam colocadas em segundo plano, contrariando Efésios 5:21 que diz, “Submetam-se uns aos outros, por temor a Cristo.”

2. Valores flexíveis: O humanismo promove a ideia de que o certo pode variar, o que contradiz Tiago 1:17, “Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, que não muda como sombras inconstantes.”

3. Questionando papéis familiares: Desafiar as noções tradicionais pode criar instabilidade, enquanto 1 Coríntios 14:33 afirma, “Pois Deus não é Deus de desordem, mas de paz.”

4. Menos espaço para a fé: Em uma sociedade mais secular, é vital lembrar Mateus 5:14, “Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte.”

O que podemos fazer

Na família:

1. Ensinar e viver os valores: É crucial ensinar sobre a fé por meio de exemplos práticos, conforme Tito 2:7 diz, “Em tudo seja você um exemplo de boas obras, com integridade e seriedade nos ensinamentos.”

2. Promover o apoio mútuo: Ser um suporte é essencial, como descrito em Gálatas 6:2, “levem os fardos uns dos outros e assim cumpram a lei de Cristo.”

3. Orar e estudar juntos: Reforçar a fé por meio da oração e estudo, seguindo Atos 17:11, em que os bereanos são elogiados porque “...receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras para ver se o que Paulo dizia era verdade.”

Na igreja:

1. Educação contínua: oferecer aulas que ajudem a manter os valores cristãos, reforçando a ideia de Hebreus 10:25, “Não deixemos de nos reunir como igreja, conforme o costume de alguns, mas encorajemos uns aos outros...”

2. Construindo comunidade: criar um ambiente comunitário robusto, inspirado em Atos 2:44, “todos os que criam estavam juntos e tinham tudo em comum.”

3. Oração e aconselhamento: Manter a oração e oferecer aconselhamento, conforme Tiago 5:16, “confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de uma pessoa obediente a Deus tem muito poder.”

Ao fortalecer essas bases, reafirmamos a importância da família como um reflexo do amor de Deus, inspirando não apenas nossas casas, mas também nossa comunidade mais ampla. Juntos, podemos garantir que nossas famílias não apenas sobrevivam, mas também prosperem, mantendo fortes os valores cristãos em um mundo que continua a mudar.

Conversa de família

Conversa de família

Conversa de família

Passando as relações familiares a limpo

Alacy Barbosa é pastor, educador e há mais de 30 anos realiza encontros de casais e aconselhamento familiar. Casado com Cristina e pai de Emily, é avô de quatro lindos netos. É o atual diretor do Ministério da Família da Igreja Adventista para oito países sul-americanos. Henilson Erthal é pastor, educador, mestre em terapia familiar e psicologia da educação. Casado com Giselly, é pai do Heitor. Hoje dirige os departamentos de Família, Educação e Liberdade Religiosa da Igreja Adventista para os Estados do Pará, Amapá e Maranhão.