Notícias Adventistas

Cacique sintoniza TV Novo Tempo e influencia comunidade indígena

Depois de estudar a Bíblia, líder decidiu estabelecer templo adventista para tribo que vive no interior de Roraima

Templo da comunidade indígena Júlia foi inaugurado no início de abril

Manaus, AM…[ASN] A estrada de terra vermelha colore todo o percurso até a comunidade indígena Júlia, situada na cidade de Normandia, em Roraima, próxima à fronteira da Guiana. Em meio a uma paisagem plana, com poucas árvores, avista-se, entre um longo espaço, outros pequenos vilarejos de casas simplórias. Após alguns bons quilômetros, o rio Tacutu corta a cena seca e exibe uma beleza que chega a refletir em suas águas o céu azul celeste. Logo avista-se uma casinha branca, simples, mas aconchegante, e as pessoas que estão em volta parecem estar felizes. Elas estavam na expectativa de celebrar a inauguração da primeiro templo adventista do sétimo dia em comunidades indígenas da região.

Leia também:

Tudo começou quando o líder da comunidade indígena enfrentou um grave problema de saúde e precisou permanecer por um período na capital do Estado, Boa Vista. Foi em seu repouso que, trocando de canal, encontrou a TV Novo Tempo. Retornou à sua comunidade convicto de que precisava passar o conhecimento bíblico adquirido às pessoas. “Quando comecei a acompanhar os programas dos pastores Ivan Saraiva e Luís Gonçalves, minha ideia de Deus mudou. E eu precisava levar isso para a minha tribo”, diz o hoje ex-cacique Manuel Guariba.

Líderes eclesiásticos da região fizeram parte da cerimônia que inaugurou o templo

Assim, o conhecimento a respeito da Bíblia foi aumentando e Guariba decidiu ter um espaço físico para estabelecer um templo adventista. Segundo o vereador da cidade, Alessandro Leipnitz, a presença do adventismo tem mudado o local. “A realidade nestas comunidades mais afastadas é triste. O índice de alcoolismo, pedofilia, relação incestuosa é altíssimo. A mensagem bíblica por aqui começou a mudar o pensamento de muitos. Consequentemente, o comportamento também vai sendo diferenciado”, constata.

Segundo o responsável pela Igreja Adventista nos Estados do Amazonas e Roraima, pastor Wiglife Saraiva, a maior dificuldade para que a presença adventista se espalhe na região é a autorização dos caciques para que os membros tenham contato com as tribos. “Nosso maior desafio é fazer com que os caciques se convençam de que a mensagem bíblica irá transformar a vida das pessoas. Mas temos acompanhado a forma maravilhosa como Deus tem aberto portas e corações para que a Sua mensagem se espalhe. Hoje, na inauguração da igreja adventista, mais indígenas entregaram suas vidas a Cristo através do batismo”, ressalta.

Para o líder da Igreja Adventista na região noroeste do País, pastor Gilmar Zahn, a Novo Tempo tem sido uma ferramenta usada por Deus. “Existem lugares que não podemos entrar de imediato. A Novo Tempo chega para abrir caminhos e preparar os corações. É exatamente o que estamos vivendo hoje aqui com a inauguração desta igreja que irá fortalecer esta comunidade indígena na Bíblia e na fé”, finaliza. [Equipe ASN, Luciana Santana]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox