Notícias Adventistas

Cacique sintoniza TV Novo Tempo e influencia comunidade indígena

Depois de estudar a Bíblia, líder decidiu estabelecer templo adventista para tribo que vive no interior de Roraima

12 de abril de 2017

Templo da comunidade indígena Júlia foi inaugurado no início de abril

Manaus, AM…[ASN] A estrada de terra vermelha colore todo o percurso até a comunidade indígena Júlia, situada na cidade de Normandia, em Roraima, próxima à fronteira da Guiana. Em meio a uma paisagem plana, com poucas árvores, avista-se, entre um longo espaço, outros pequenos vilarejos de casas simplórias. Após alguns bons quilômetros, o rio Tacutu corta a cena seca e exibe uma beleza que chega a refletir em suas águas o céu azul celeste. Logo avista-se uma casinha branca, simples, mas aconchegante, e as pessoas que estão em volta parecem estar felizes. Elas estavam na expectativa de celebrar a inauguração da primeiro templo adventista do sétimo dia em comunidades indígenas da região.

Leia também:

Tudo começou quando o líder da comunidade indígena enfrentou um grave problema de saúde e precisou permanecer por um período na capital do Estado, Boa Vista. Foi em seu repouso que, trocando de canal, encontrou a TV Novo Tempo. Retornou à sua comunidade convicto de que precisava passar o conhecimento bíblico adquirido às pessoas. “Quando comecei a acompanhar os programas dos pastores Ivan Saraiva e Luís Gonçalves, minha ideia de Deus mudou. E eu precisava levar isso para a minha tribo”, diz o hoje ex-cacique Manuel Guariba.

Líderes eclesiásticos da região fizeram parte da cerimônia que inaugurou o templo

Assim, o conhecimento a respeito da Bíblia foi aumentando e Guariba decidiu ter um espaço físico para estabelecer um templo adventista. Segundo o vereador da cidade, Alessandro Leipnitz, a presença do adventismo tem mudado o local. “A realidade nestas comunidades mais afastadas é triste. O índice de alcoolismo, pedofilia, relação incestuosa é altíssimo. A mensagem bíblica por aqui começou a mudar o pensamento de muitos. Consequentemente, o comportamento também vai sendo diferenciado”, constata.

Segundo o responsável pela Igreja Adventista nos Estados do Amazonas e Roraima, pastor Wiglife Saraiva, a maior dificuldade para que a presença adventista se espalhe na região é a autorização dos caciques para que os membros tenham contato com as tribos. “Nosso maior desafio é fazer com que os caciques se convençam de que a mensagem bíblica irá transformar a vida das pessoas. Mas temos acompanhado a forma maravilhosa como Deus tem aberto portas e corações para que a Sua mensagem se espalhe. Hoje, na inauguração da igreja adventista, mais indígenas entregaram suas vidas a Cristo através do batismo”, ressalta.

Para o líder da Igreja Adventista na região noroeste do País, pastor Gilmar Zahn, a Novo Tempo tem sido uma ferramenta usada por Deus. “Existem lugares que não podemos entrar de imediato. A Novo Tempo chega para abrir caminhos e preparar os corações. É exatamente o que estamos vivendo hoje aqui com a inauguração desta igreja que irá fortalecer esta comunidade indígena na Bíblia e na fé”, finaliza. [Equipe ASN, Luciana Santana]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox