Notícias Adventistas

Valdeci Júnior

Valdeci Júnior

Reavivamento e Reforma

Reavivamento e Reforma é um espaço onde o autor vai tratar de espiritualidade que leva à prática, sobre a grande necessidade que as pessoas têm de buscar a Deus e depender Dele.

Faz sentido viver?

Na caminhada diária é preciso ter os olhos voltados para Cristo. O relacionamento com Ele é o que faz toda a diferença e traz todas as respostas

Resolvi perguntar à minha esposa sobre o que ela achava que eu deveria escrever aqui neste mês. Ela começou me respondendo com um questionamento. Você já se perguntou: “Qual é o verdadeiro sentido da vida?”

Mary Roberts Rinehart disse o seguinte sobre o sentido da vida: “Um pouco de trabalho, um pouco de sono, um pouco de amor, e tudo acabou.” Não é vazia demais a definição desta escritora americana? Sendo bem honestos e francos, ao pararmos para refletir sobre o nosso contexto de mundo atual, onde presenciamos tantas tragédias, abalos da natureza, confusão política e insegurança econômica, será que realmente vale a pena viver? Como se tais coisas não bastassem, ainda é preciso conviver com transtornos como estresse, depressão e ansiedade. Pessoas com a mente confusa precisam lidar com a falta de amor, de cuidado, de afeto, com a triste e dura solidão… E por aí vai… Como responder às básicas perguntas, mas de extrema significância: “De onde eu vim? Para onde eu vou? Que propósito existe para a minha vida?”

Talvez você possa questionar: “Pera aí, mas que post é esse que me fala apenas de coisas ruins, negativas?” Por favor, siga lendo, pois o melhor ainda está por vir.

Todos os seres humanos, de alguma forma, procuram o sentido da vida. Muitos acreditam que esse sentido, na verdade, é um segredo que jamais será desvendado por completo, tamanha complexidade humana diante do universo em que vive. Se o sentido da vida não é uma simples regra de nascer, crescer, viver 70 anos e morrer, que tal ter uma explicação que tenha clareza e que convença que é possível ter esperança em meio a tudo isso?

Tenho algo especial para compartilhar com você. Pode ser que você não entenda nem mesmo o sentido, o porquê, de estar lendo este artigo, mas o fato é que você está na mira de Deus. Agora, talvez você suspire fundo e diga: “Eu já imaginava… Mais alguém querendo me dar explicações espirituais! Mas onde está Deus diante de tanta calamidade? Como posso confiar nele? Será que ele não está acompanhando todo o sofrimento que existe em nosso planeta?”

É? Então não pare de ler. Talvez eu não tenha respostas para todas as suas perguntas, mas uma coisa é certa: o mundo está do jeito que está porque a humanidade tem virado as costas para Deus. Sem ele, que é a vida em todo o seu significado presente e eterno, a vida na Terra oferece, no máximo, um “sucesso vazio”, que no final das contas se esvai como areia entre os dedos. Por isso, eu convido você a dar ouvidos à voz de Jesus, que resume o sentido da vida numa única frase: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida” (João 14:6). Ainda existe esperança! Você quer conhecê-la? Lembre-se do que Jesus disse: “Não se turbe o vosso coração…” (João 14:1). Cristo, preocupado comigo e com você na pessoa dos discípulos, nos deu essa recomendação: “Não fiquem com o coração sobrecarregado!”

Tem tanta gente falando tanta coisa por aí. São tantos os discursos sobre sinais e profecias. Tantas tentativas de responder às perguntas da vida. Mas quer saber? O mais importante é o relacionamento. Quando Jesus nasceu, os escribas e os fariseus eram os “sabe tudo”. Mas eles não tiveram o relacionamento que deveriam ter com aquele Messias. “Ele veio para o que era seu, mas os seus não o receberam” (João 1:11). E por que não receberam? Porque o relacionamento, a comunhão com Deus deles era nota zero!

Portanto, se você aceitar o que Jesus fez por você, entregar-lhe o controle da sua vida e viver para sempre com Ele, quando Ele voltar, levará você para a casa do Pai. Ter hoje a plena convicção de que em breve ouviremos estas palavras de seus próprios lábios: “Sejam bem-vindos, vocês que aceitaram o meu sacrifício e desejam viver na minha presença pra sempre”, é o que pode dar o verdadeiro significado de viver.

Quando minha esposa, Fátima Silva, me levou a esta reflexão, mesmo já sendo pastor, resolvi, mais uma vez, mudar de vida. E você, o que vai fazer?

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox