Notícias Adventistas

Teólogo argentino é autor da próxima lição mundial adventista

Téologo levou dois anos para concluir a produção das treze lições que serão estudadas por milhões de pessoas durante três meses em todo o mundo.

27 de junho de 2014
Dr. Steger foi editor, também, da nossa versão do Hinário Adventista em espanhol

Dr. Steger foi editor, também, da nossa versão do Hinário Adventista em espanhol

Brasília, DF … [ASN] Quando o pastor Carlos Steger começar a explicar aos alunos de sua classe o tema da próxima lição trimestral terá uma sensação diferente. É que, dessa vez, o autor da lição da Escola Sabatina adotada por adventistas de todo o mundo é ele mesmo. Steger é professor de uma classe de cerca de 30 alunos na Igreja da Universidad Adventista del Plata (UAP) e aos sábados costuma dialogar com os amigos sobre a temática abordada. Estima-se que, em toda a história dessa publicação, ele seja o segundo sul-americano que teve o privilégio de escrever o conteúdo que é lido e estudado por milhões de pessoas em diferentes regiões.

Steger explica que foi um tremendo desafio pesquisar e produzir os textos que muitos adventistas usam como base para sua meditação diária. A missão foi dada ainda em 2009 pelo editor geral da publicação, Clifford Goldstein, e concluída em 2011. Ao todo, o argentino diz que levou dois anos para produzir o conteúdo (cujo tema é Ensinos de Jesus) e dedicou pelo menos 1.300 horas para a tarefa (em média, 100 horas para cada uma das 13 lições). Quem pensa que fazer um material como esse é fácil está enganado. Mesmo para um homem do calibre de Steger, com mestrado em Teologia pela UAP e doutorado em Teologia Sistemática pela Universidade Adventista Andrews (EUA), é preciso oração e muita leitura. E foi o que ele fez. “Quando soube do que tinha de fazer e do prazo, li os quatro evangelhos e anotei todas as partes que davam alguma impressão de ser algum tipo de ensinamento de Jesus. Aí então classifiquei o material pesquisado”, comenta.

Temática

O processo de produção de uma lição mundialmente estudada é interessante. No caso de Steger, depois de pesquisar e escrever todo o conteúdo em inglês, ele tratou de enviar ao editor que solicitou os originais. Os originais são avaliados não apenas por uma pessoa na sede mundial adventista, mas passam por outros teólogos espalhados em outros lugares do mundo. O texto é submetido ao crivo de muita gente que sugere perguntas, inclusões, análises e até exclusão de algum conteúdo. Finalmente o texto voltou para o diretor do Seminário Adventista Latinoamericano de Teologia na Argentina que assimilou as mudanças e produziu a versão final. O material que muitos lerão e sobre o qual farão apontamentos ao longo de três meses vai mostrar os ensinos de Cristo a partir do conhecimento de Deus.

A ideia foi levar os leitores a pensar nos ensinos voltados à salvação e à volta de Jesus. Steger incluiu as doutrinas bíblicas dentro do texto. Mas algo chamou mais a atenção do autor: a maneira como Cristo ensinou chamando ou fazendo referências a Deus como pai. “Pude ver que Jesus trouxe uma visão sobre Deus mais próxima das pessoas como de um pai em relação ao filho. Algo para deixar clara a proximidade do divino com o humano”, concluiu. [Equipe ASN, Felipe Lemos]

Veja entrevista com Dr. Steger na ASNTV:


 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox