Notícias Adventistas

Campanha sul-americana exalta doadores de sangue como heróis

Campanha de 2019 promete fortalecer a ideia de um doador com poder de ajudar outros.

Um projeto de incentivo à doação de sangue resolveu ressaltar, neste ano, o papel dos doadores como heróis. Nesta semana em que se lembra o Dia Mundial do Doador de Sangue (14 de junho), os organizadores lançaram o tema de 2019 do projeto Vida por Vidas. A ideia é mostrar que as pessoas agem para salvar outros quando se tornam doadoras de sangue. O Vida por Vidas já é conhecido pelos hemocentros e hospitais de toda a América do Sul desde 2005. Promove ações constantes e eventos para criar a consciência da necessidade de doação sistemática.

Necessidade de doadores é uma realidade. O Ministério da Saúde informa que a taxa dos que realizam a prática no país está dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS). Ou seja, pelo menos 1% da população doadora.  Atualmente, no Brasil, cerca de 1,6% da população doa sangue – 16 a cada mil habitantes.

Perfil de doadores

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, o perfil dos doadores de sangue se mantém estável ao longo dos anos. Do total de doadores de sangue em 2017, 59,42% são doadores do sexo masculino e 40,57 % são do sexo feminino.

É justamente por isso que a campanha do Vida por Vidas de 2019 quer ressaltar o papel dos doadores como agentes da mudança. O organizador sul-americano do projeto, Carlos Campitelli, explica que foi criado um conceito para chamar a atenção para a ideia do poder que as pessoas tem ao doar sangue. “Nossa campanha quer mostrar que, não importa a profissão, etnia, condição social ou outros aspectos, quem se dispõe a doar funciona como um herói para quem depende, por exemplo, de uma transfusão para viver”, comenta.

Todos os materiais da campanha 2019 do Vida por Vidas podem ser vistas em https://downloads.adventistas.org/pt/projeto/vida-por-vidas/.

Veja vídeo oficial da campanha 2019:


Comentários

WordPress Image Lightbox