Notícias Adventistas

Idosos aprendem sobre cuidados e prevenção do coronavírus

Templo adventista em Minas Gerais convidou infectologista para explicar aos idosos sobre o que fazer para evitar contágio.

Por Renata Paes 11 de março de 2020

Durante a manhã de domingo, 1° de março, os idosos aprenderam sobre a doença e os cuidados necessários na prevenção. (Foto: Arquivo pessoal)

Conscientização sem alarmismo sobre os cuidados que os idosos devem ter quando o assunto é o coronavírus foi a proposta do Ministério de Integração e Apoio a Melhor Idade (Miami) da Igreja Adventista do Progresso, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Ana Alice Gonçalves, de 54 anos, lidera o grupo que promove ações para melhorar a qualidade de vida de mineiros na terceira idade. Ela e sua equipe convidaram a infectologista Ana Claudia Morandi para esclarecer sobre a doença e os riscos.

Leia também:

A infectologista deu detalhes sobre a atual epidemia. “É um vírus novo que causou uma série de pneumonias graves e se espalhou rapidamente para o mundo. Por isso, é importante a precaução. Atualmente, todos os casos são importados. Ou seja, de pessoas que estiveram no exterior, adoeceram  e manifestaram a doença aqui”, explica.

A equipe preparou bisnagas de álcool em gel e entregou aos idosos. (Foto: Arquivo pessoal)

Ela ainda reforçou regras essenciais de prevenção. “Como estamos entrando na estação do outono e inverno, é uma época típica de infecção. É importante se vacinar contra a influenza, cobrir o nariz e a boca com o braço, próximo ao cotovelo, ao tossir, ou usar lenço de papel; evitar colocar mão no nariz e boca; sempre lavar as mãos com água e sabão quando sair de casa e volta; e na impossibilidade de lavar, usar o álcool em gel”, reforçou.

“Decidimos fazer isso para que pudéssemos passar informações a eles. Também para que eles não se preocupassem com algumas notícias fakes que circulam nas redes sociais e os deixam preocupados”, pontuou Ana Alice Gonçalves.

Casos registrados

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES) informou que subiu para 213 o número de casos suspeitos de infecção pelo Covid-19, mais conhecido como coronavírus. De acordo com o informe epidemiológico, divulgado em 10 de março pela SES, já foram notificados 243 casos suspeitos em Minas, em 42 cidades.

A nível de Brasil, segundo o Ministério da Saúde, a maior parte dos casos suspeitos está em São Paulo (176), Minas Gerias (122), Rio de Janeiro (110) e Rio Grande do Sul (88). De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China, a morte causada pelo coronavírus em pessoas acima de 80 anos é de 15%.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox