Notícias Adventistas

Treinamento para tesoureiros com sistema ACMS acontece no sul do RJ

Novo sistema ACMS veio para facilitar acesso e organização da parte financeira das igrejas.

22 de agosto de 2014
Tesoureiros recebem instruções para o novo sistema.

Tesoureiros recebem instruções para o novo sistema. (Fotos: Marcia Cavalcante e Alexandre Lopes)

Rio de Janeiro, RJ [ASN] Cerca de 200 tesoureiros e assistentes participaram no início deste mês do treinamento para o novo sistema online de controle de dízimos e ofertas da Igreja Adventista, o ACMS.

A sigla ACMS, original do inglês Adventist Church Management System significa Sistema Adventista de Gestão da Igreja. O sistema objetiva facilitar o acesso e consulta dos valores que a igreja adventista movimenta através dos dízimos e ofertas. O ACMS pode ser acessado de qualquer lugar com intenet, mediante o uso de dispositivos móveis, como tablets e smartphones.

Todas as 252 igrejas informatizadas da região sul do estado do Rio foram convidadas a comparecer no treinamento, destas, 200 estiveram presentes. Em alguns casos, tanto o tesoureiro quanto o vice participaram. Todas as seis regiões da Associação Rio Sul (ARS) receberam o treinamento: Oeste, Iguaçuana, Pavunense, Leste, Sul e Litorânea.

Isso foi possível devido ao empenho de toda a equipe de remessa, contabilidade, recursos humanos e informática do escritório da Rio Sul, sob a direção do auditor da Associação Paulistana, Rubens Simões. Todas as regiões receberam treinamento no dia 3 de agosto, e a região litorânea, dia 10.

William Macklin é chefe de remessa na ARS e participou no treinamento da 1ª região, a Oeste. “A avaliação para o novo sistema por parte deles foi excelente”, comenta Macklin.

Outro ponto de destaque durante todo o treinamento foi colaboração de membros da família com o tesoureiro, normalmente mais idoso, que recebe apoio tecnológico de filhos e até netos para digitação das remessas (doações e despesas). “Notamos vários casos assim acontecendo por exemplo em Paraty, Augusto Vasconcelos e Raiz da Serra”, destaca Macklin.

Rubens Simões avalia o ACMS muito eficaz para a igreja. “Facilitar o acesso e tornar mais transparente cada informação que envolve dinheiro é algo digno de louvor, pois a igreja trabalha de forma séria e organizada. Este sistema torna mais fácil para o tesoureiro e também para quem está no escritório, fazendo a contabilidade destes números, as entradas e saídas deste dinheiro que a igreja trata como sagrado”, finaliza Simões.
[Equipe ASN, Fabiana Lopes]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox