Notícias Adventistas

Oração resulta em primeiro batismo por influência de WhatsApp

Celme foi batizada após receber orações de grupo no aplicativo.

16 de junho de 2015
Celme foi batizada cinco meses após entrar em um grupo de oração do WhatsApp

Celme foi batizada cinco meses após entrar em um grupo de oração do WhatsApp

Pitangueiras, SP… [ASN] Jabs Crês é advogado em São Paulo. A funcionária pública Lóide Gomes mora em Valinhos, na região metropolitana de Campinas. À primeira vista, eles nada têm a ver com a auxiliar contábil Celme Barroso, que reside em Pitangueiras, no interior paulista. Eles atuam em áreas distintas e a distância entre os três soma 377 km. A relação entre os três é que, assim como outras 700 milhões de pessoas, eles possuem uma conta no WhatsApp.

No entanto, entre as milhares de mensagens trocadas diariamente pelo utilitário – estima-se que sejam compartilhadas 8.102 imagens no aplicativo a cada segundo – o conteúdo da conversa entre os três transformou a vida de Celme.

No início de 2014, Jabs resolveu criar grupos de oração no WhatsApp. Entre as participantes, estava Lóide, que gostou da experiência e resolveu se candidatar para administrar um grupo quando a iniciativa foi abraçada pela Igreja Adventista no Estado de SP (União Central Brasileira – UCB) e ganhou o nome de projeto 7/7 (conheça o projeto no vídeo).

Quando navegava pelo Facebook, Celme viu uma publicação da página dos adventistas no Estado de SP que convidava pessoas a participar de grupos de oração pelo WhatsApp. A auxiliar contábil mostrou interesse e entrou em grupo administrado pela Lóide em junho do ano passado. Cinco meses depois, Celme entrava no tanque batismal do templo adventista de Pitangueiras, sem ter conhecido presencialmente a principal influência por aquela decisão.

7/7

A iniciativa que incentiva a formação de grupos de oração no WhatsApp ganhou o nome de 7/7 (a pronúncia é sete por sete). No site oficial do projeto há um tutorial que mostra o passo a passo para montar um grupo. Em síntese, basta adicionar seis amigos em um grupo e a cada dia orar por um dos integrantes. O objetivo é que nos sete dias da semana os participantes façam oração por um dos sete membros do grupo – por isso 7/7.

Não há requisitos para participar de um dos grupos. Os integrantes não precisam se conhecer pessoalmente, viver na mesma cidade ou participar da mesma religião. O projeto mostra que não há barreiras físicas para a oração. Celme só foi conhecer Lóide em janeiro deste ano, meses após o batismo (veja como foi no vídeo).

No início de junho, a história foi apresentada para os principais líderes da Igreja Adventista no Estado de São Paulo, durante a Comissão Diretiva Plenária, realizada a cada seis meses. Na ocasião, Celme conheceu Jabs Crês, o idealizador do projeto. O advogado comenta que, quando criou o primeiro grupo no aplicativo, nunca imaginava no que o projeto poderia se tornar.

Desafio 1+1

Pr. Domingos Sousa (esq.) conversa com Celme, Lóide e Jabs durante relatório do Pr. Odailson Fonseca (dir.) na Mesa Diretiva Plenária

Pr. Domingos Sousa (esq.) conversa com Celme, Lóide e Jabs durante relatório do Pr. Odailson Fonseca (dir.) na Mesa Diretiva Plenária

Para o presidente da Igreja Adventista no Estado de São Paulo, pastor Domingos Sousa, o caso ilustra o espírito missionário que é o cerne do Desafio 1+1, programa que integra todas as ações dos adventistas em São Paulo. “Assim como o Jabs não imaginava o que uma mensagem no WhatsApp poderia desencadear, a gente nunca sabe o poder que temos quando somos usados por Deus. A única coisa que precisamos fazer é aceitar esse desafio de ser usado por Ele”, destaca.

Para apresentar o conceito do Desafio 1+1 e como ele integra todas as ações dos adventistas em São Paulo, foi produzido um curta-metragem. Na trama, diferentes personagens são influenciados em uma espécie de corrente de boas ações, iniciada pelo pastor Renato. Ao final, o esforço de cada adventista de evangelizar outra pessoa, o que é a síntese do Desafio 1+1, resulta em muito mais que dois. [Equipe ASN, Lucas Rocha]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox