Notícias Adventistas

Igreja define ministério para serviço em favor de pessoas com deficiência

Por Heron Santana 14 de janeiro de 2021

Segundo o Censo de 2010 do IBGE, existem cerca de 46 milhões de pessoas com deficiência no Brasil. (Crédito: Marcus Aurelius/Pexels)

Em reunião realizada nesta quinta, 14 de janeiro, a comissão diretiva da Igreja Adventista do Sétimo Dia para Bahia e Sergipe registrou o voto, aprovado em todo o território sul-americano, que estabelece o Ministério Adventista de Possibilidades como um dos serviços da Igreja sob a coordenação do Ministério da Família.

O ministério foi criado para desenvolver estudos, projetos, materiais e estratégias para pessoas com deficiência, que demandem metodologias inclusivas de aproximação por parte da Igreja. Além disso, vai atender segmentos sociais vulneráveis, como órfãos e viúvas.

Nos Estados da Bahia e de Sergipe, o Ministério Adventista de Possibilidades será liderado pelo líder do Departamento de Educação e de Família, Luiz Penteado. Ele é formado em Biomedicina pela Universidade Estadual de Santa Cruz, em Ilhéus, BA; é especialista em Docência do Ensino Superior e possui MBA em Gestão de Negócios Educacionais.

Para Luiz Penteado, atividades do ministério podem começar com levantamento da realidade na igreja local e diálogo com instituições e movimentos sociais que já desenvolvem políticas e ações em favor desta população.

De acordo com Luiz Penteado, o começo das atividades da Igreja neste ministério precisa contemplar o levantamento da realidade na igreja local e o início de diálogo com instituições e movimentos sociais que já desenvolvem políticas e ações em favor desta população. “Precisamos conhecer a realidade dessas pessoas na igreja, e ao mesmo tempo oferecer o apoio da Igreja por meio do diálogo com entidades que já trabalham esta pauta. E é preciso desenvolver estudos e pesquisas para definir de modo mais claro uma agenda para este ministério”, observou.

O Estatuto da Pessoa Com Deficiência, no artigo 2º, considera pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo, de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, capaz de obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas. “Além disso, o ministério dará atenção a cuidadores de idosos, órfãos, viúvas e enlutados”, disse Penteado.

Segundo o Censo 2010 do IBGE, o Brasil tem quase 46 milhões de pessoas, cerca de 24% da população, que declararam ter algum grau de dificuldade em pelo menos uma das habilidades investigadas (enxergar, ouvir, caminhar ou subir degraus), ou alegaram possuir deficiência mental ou intelectual.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox