Notícias Adventistas

Seja amigo da sua voz

Cuidar da voz é muito mais importante do que você pensa. Confira algumas dicas para mantê-la saudável.

Por Tyalla Duarte Patrício 16 de abril de 2019

Voz precisa, inclusive, de aquecimento prévio para não haver problemas (Foto: Shutterstock)

Uma voz agradável pode fazer a diferença em qualquer situação, pois ela representa muito mais que um simples meio de comunicação. É por meio da voz que expressamos nossos sentimentos e nos fazemos entender, além de revelar muito da nossa personalidade.

Cada voz é única, como nossas impressões digitais, e podemos identificar as diferenças de acordo com a utilização. A voz pode variar bastante conforme as nossas emoções e as pessoas com quem falamos. Diversos estudos afirmam que o bebê consegue reconhecer a voz materna a partir da 21ª semana (ou quinto mês) de gestação e reage aos seus estímulos sonoros. Quem nunca ouviu um locutor ou locutora e tentou imaginar sua imagem a partir da voz propagada pelo rádio? Ou quem nunca se emocionou ao escutar um lindo sermão em que o pregador conseguia tocar nossos sentimentos a cada palavra proferida? A voz exerce uma importância social muito grande em nosso meio.

Leia também:

No dia 16 de abril é comemorado o Dia Mundial da Voz. Neste ano de 2019, a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia promove mais uma edição da campanha Seja amigo da sua Voz, com o objetivo de chamar a atenção da população em geral para os cuidados de preservação da voz. Apesar de a usarmos diariamente, grande parte da população negligencia ou desconhece a dimensão dos efeitos negativos que os excessos com a voz podem causar para a sua qualidade de vida. Pensamos que apenas profissionais que utilizam a sua voz diariamente (jornalistas, professores, cantores, palestrantes, etc) precisam estar mais atentos aos cuidados básicos com a saúde vocal.

Dicas para a voz

Mas por que cuidar da nossa voz? Por ela ter papel fundamental na comunicação e no relacionamento humano, basta passar um dia rouco para perceber como ela é importante. E cabe ressaltar, ainda, que cerca de 70% da população ativa têm na voz o instrumento de trabalho mais exigido, mesmo que ela não seja o foco de suas tarefas. Então, cuidados básicos de higiene vocal são necessários também. Podemos destacar alguns, como:

  • Fazer uma alimentação equilibrada, rica em fibras e proteínas;
  • Beber bastante água e praticar exercícios físicos;
  • Não gritar em excesso nem em tom agudo, evite pigarrear, pois isso causa atrito nas pregas vocais e causa irritação;
  • Falar pausadamente;
  • Não fumar nem abusar de bebidas gasosas;
  • Dormir bem.

Aquecimento da voz

Se você é um profissional que faz uso diário da voz, saiba que, além de ter hábitos de higiene vocal como já citados acima, é de extrema importância a realização do aquecimento vocal antes de sua atividade laboral. Sua voz depende de um sistema complexo que envolve músculos e uma série de fatores fisiológicos que precisam ser estimulados para estar funcionando em sintonia.

O aquecimento vocal serve para aumentar a circulação sanguínea e, consequentemente, a oxigenação no local, e dar às pregas vocais maior flexibilidade, além de melhorar a articulação dos sons emitidos e a vibração das pregas vocais. Isso evita lesões como nódulo, pólipo, edema, cisto, fenda, entre outras patologias que acometem as pregas vocais e causam impactos diretamente relacionados ao uso da voz.

O ideal é prestar atenção aos sinais que a voz nos dá. Não é bom sinal ficar rouco com frequência, sentir dor ou viver com a garganta coçando. São sinais de que algo não vai bem. Na maior parte das vezes, são situações temporárias e de resolução espontânea. Caso os sintomas persistam, podem estar relacionados a alterações mais sérias e devem ser avaliadas por médico especialista na área. Neste caso, o médico otorrinolaringologista e o fonoaudiólogo são os profissionais capacitados para identificar, avaliar e tratar patologias já existentes além de oferecerem orientações preventivas. Lembrando que “a prevenção é sempre o melhor remédio” e pode, inclusive, poupar a pessoa de uma cirurgia.

Portanto, seja você profissional que faz uso diário da voz ou apenas “cantor de chuveiro”, saiba que estar atento aos cuidados de higiene vocal proporciona melhor qualidade de vida e permite uma comunicação mais assertiva. Vamos cuidar do nosso corpo, e isso inclui também cuidar da nossa voz.


Tyalla Duarte Patricio é graduada em Fonoaudiologia pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali), com especialização multiprofissional em saúde da família pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) . Atualmente, é servidora pública no Hospital Governador Celso Ramos, em Florianópolis.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox