Notícias Adventistas

Mais de 40 milhões de crianças com menos de cinco anos estão acima do peso

Números mundiais revelam o cenário alarmante da obesidade na infância

Por Mauren Fernandes

Obesidade na infância pode causar doenças como hipertensão, distúrbios do sono e aumento de colesterol (Foto: Shutterstock)

O número de crianças e adolescentes acima do peso é dez vezes maior do que quatro décadas atrás. Entre as crianças de até cinco anos de idade, mais de 40 milhões delas em todo o mundo estão fora do peso ideal. Ambos os dados vêm de um estudo recente realizado por uma universidade da Inglaterra em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A pesquisa ainda revela que até mesmo países de baixa renda estão apresentando resultados de obesidade.

A pediatra Rosane Nespoli, profissional que atua há 30 anos com casos de obesidade infantil, reforça que o papel dos pais é de extrema importância no ensino de hábitos alimentares e de estilo de vida saudáveis desde os primeiros anos de vida.

Quais são os principais hábitos infantis que levam à obesidade?

Um dos fatores que contribui para a obesidade na infância é a introdução de leite artificial antes dos seis meses de vida. O ideal seria apenas o aleitamento materno nesse período. Outro fator que colabora para este cenário é a introdução de dieta complementar antes dos seis meses, oferecendo alimentos nutricionalmente não balanceados, como os industrializados, que geralmente contém grande quantidade de sódio, açúcares e gorduras. Também temos como grande vilão o fast food, com alimentos rápidos, fáceis, de sabor agradável e nutricionalmente pobres. Além, é claro, da falta de atividades físicas.

Problemas emocionais podem influenciar no sobrepeso de crianças?

Sim. Um desses problemas emocionais é a ansiedade. Ela pode fazer com que a criança venha a ter compulsão por comer por causa de algo que lhe aflige e anseia.

Estar acima do peso pode trazer quais consequências para o organismo?

Pode causar doenças que ouvíamos dizer que ocorriam apenas em adultos, tais como o aumento de colesterol, triglicerídeos (hiperlipidemias), hipertensão, distúrbios do sono, gota, distúrbios do humor, acidente vascular cerebral (AVC), entre outros.

O que os pais devem fazer quando notarem que seu filho está acima do peso?

O primeiro passo é procurar um pediatra para que o mesmo comece a investigação, seguida de tratamento personalizado e encaminhamento para outros profissionais, caso seja necessário.

Qual o papel dos pais na construção dos hábitos saudáveis?

São eles que podem escolher o que se deve comer e o que não se deve comer, desde a alimentação dentro de casa até o lanche que a criança leva para a escola. Os pais devem monitorar o tempo de TV e de computador que a criança deve ter por dia, sugerir e incentivar a prática de atividade física, entre outras atitudes, sempre com o objetivo de escolher o mais saudável. Caso tenham dificuldade de gerenciar isso sozinhos, devem procurar um profissional de saúde especializado, como pediatra e nutricionista. Pode ser uma ótima solução.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox