Notícias Adventistas

Hospital Adventista Silvestre promove palestra sobre prevenção do Câncer de Próstata

Em nosso país, a cada 10 homens diagnosticados com a doença, nove têm mais de 55 anos.

Por Andréia Kals 28 de novembro de 2019

Palestra procurou despertar no público a importância da prevenção através dos exames periódicos. [Fotos: Divulgação].

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos, é o segundo tipo mais comum, e acontece maioritariamente em homens da terceira idade.  Os dados ainda revelam que 68.220 casos novos de câncer de próstata surgiram para cada ano do biênio 2018-2019.

Com base neste contexto e procurando incentivar o exame periódico para o público com maior probabilidade a obter a doença (homens a partir dos 50 anos), o Hospital Adventista Silvestre, unidade de Itaboraí, Rio de Janeiro, promoveu na manhã de terça-feira (26), para comunidade em geral e servidores da Rede Adventista, uma palestra com o doutor Raison Antunes Boone, especialista em Urologia Geral e Oncológica.

Leia também:

Pastor vence câncer e incentiva homens a cuidarem da saúde

Iniciativa fez parte do movimento Novembro Azul e sorteou duas consultas gratuitas na unidade hospitalar. “Normalmente as mulheres se cuidam mais que os homens, por isso promovemos esta palestra com o objetivo de despertar esse publico para a prevenção e o exame que são tão importantes”, explica o diretor interno do hospital, Valcyr Matias Pinto.

Ele também informa que a unidade dispõe dos tratamentos mais modernos da atualidade para as patologias urológicas, realizando cirurgias minimamente invasivas, por videolaparoscopia, para câncer de próstata e outros tipos de tratamentos.

Segundo os médicos, o Câncer de Próstata em sua fase inicial não apresenta sintoma algum ao paciente, por isso, é importante fazer os exames periódicos. [Foto: Prodoctor.com].

Como prevenir o câncer de Próstata

“A gente não tem como evitar, mas como diagnosticá-lo precocemente, o que facilita o tratamento. Pois isso se incentiva os exames anuais. As chances de cura são acima de 90% para os casos que são descobertos de forma precoce”, explica o doutor Raisson.

Além disso, alguns hábitos de vida saudável ajudam a diminuir a predisposição a doença.  “A alimentação regular e não ingestão de coisas gordurosas, aliadas a prática de exercício físico, são fatores que diminuem a possibilidade de obesidade, e esta, já se torna também uma forma de prevenção, pois o câncer está mais propenso em obesos, e isto é considerado fator de risco”, explica.

Sinais que exigem atenção

“Em suas fases iniciais, o individuo com câncer de próstata não tem sintoma algum, por isso orientamos o exame periódico”, destaca.  “Quando um paciente apresenta algum sintoma, ele já está muito avançado”.

Sintomas:

  • Dificuldade para urinar
  • Sangue na urina
  • Dor nas costas
  • Dor nos quadris

Exames Investigativos

“Apesar das consultas e exames periódicos serem exigidos em homens acima dos 50 anos, para aqueles com histórico familiar de câncer de próstata, o indicado é acima dos 45. Após a consulta, são feitos dois exames, PSA e toque prostático, havendo alteração em um, em ambos, é realizada então uma biópsia”, conclui o doutor.

  • Toque prostático: através desta avaliação médica, é possível detectar algum nódulo.
  • PSA: exame de sangue que mede a quantidade de uma proteína produzida pela próstata. Níveis altos dessa proteína podem significar câncer, mas também doenças benignas da próstata
  • Biópsia: Nesse exame são retirados pedaços muito pequenos da próstata, para serem analisados em laboratório.

Fonte auxiliar: Instituto Oncoguia

Galeria de imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox