Notícias Adventistas

Ministério de Publicações conta com novos colportores

Os colportores que participaram da investidura atuarão em cidades da zona da mata e do sul de Minas Gerais

7 de junho de 2018

Da Redação

Em Juiz de Fora, quatro colportores participam de cerimônia de investidura durante reunião mensal de pastores. (Foto: Arquivo Pessoal/Gustavo de Sá)

Nesta semana foi realizada a investidura de seis novos colportores que atuarão na zona da mata e no sul de Minas Gerais. Os colportores trabalham com a distribuição voluntária e independente de publicações de conteúdo religioso e temas relacionados à saúde e qualidade de vida em família. O trabalho desses homens e mulheres estará contribuindo para o avanço da obra missionária nestas regiões. Em Juiz de Fora, na zona da mata mineira, a cerimônia de investidura aconteceu durante uma reunião mensal de pastores. Na ocasião, Rodrigo Belan, Márcio Miranda, Raíssa de Almeida e Joabe Silva foram investidos para trabalhar no Ministério da Colportagem. Eles atuarão em cidades da zona da mata. Em Três Corações, dois colportores foram investidos: Vera Inês Borges e Wilson Mendes, que atuarão em cidades do sul de Minas.

Wilson Mendes e Vera Inês Borges atuarão como colportores em cidades do sul de MG

Esta cerimônia de investidura relembra o início da Igreja Adventista em Juiz de Fora, onde está sediada a Associação Mineira Sul (AMS), sede administrativa da Igreja Adventista que atende a zona da mata e o sul de Minas. Em 1910, os irmãos Conrad e Emílio Froemming foram mandados do Rio Grande do Sul para trabalhar como colportores no Estado de Minas Gerais, e Juiz de Fora foi seu primeiro campo de ação. Cogita-se a possibilidade de os primeiros membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) nessa localidade terem sido batizados entre 1910 e 1912. Os mais antigos foram os membros da família de Henrique Goebel.

Em 1917, Goebel e Antônio Teixeira, um homem interessado na mensagem adventista, fizeram a doação de um lote para a construção da IASD em Juiz de Fora. Naquela época, Clarence Rentfro pastoreava a igreja. Mesmo com a doação do lote, por falta de recursos ainda não havia data para a construção. Por isto, desde 1913, Goebel, sua família e outros membros se reuniam na casa dele. A IASD foi inaugurada em 1º de dezembro de 1928, com os batismos de seis pessoas.

Em 1918, o pastor John Brown foi transferido para Juiz de Fora e aconteceu a convocação de obreiros e colportores para dar início à nova Missão, conhecida por dois nomes: Missão Este de Minas e/ou Missão Minas Gerais. O primeiro presidente da sede administrativa da Igreja nesta região foi o pastor Clarence Rentfro.

Crescimento

O trabalho da colportagem nessa região teve um papel propulsor na pregação do evangelho. Manoel Margarido e os colportores viajavam por várias cidades, levando materiais sobre a mensagem adventista. Consequentemente, grupos surgiam em muitas cidades mineiras.

AMS, que atende a zona da mata e o sul de MG, está localizada no centro de Juiz de Fora

Em 1982, a Missão recebeu novo nome: Missão Mineira do Sul. Em janeiro de 1983, as atividades nessa nova sede foram iniciadas, com o pastor Pável Moura como presidente e os pastores Edir Wolff, Valmor Ricardi, Celso Göese, Marco Aurélio Prata e Samuel Guilherme Zukowski, além dos funcionários. A partir de então, surgiram novas igrejas em diversas localidades. E para atender essas igrejas locais, a administração viajava para realizar atendimento pastoral.

Em 1996, a sede administrativa ganha status de Associação Mineira Sul, como é chamada atualmente. Em 2000, o novo escritório da AMS foi inaugurado no centro da cidade, ao lado da Igreja Central, na rua Barão de Cataguases, onde se encontra até hoje.

AMS hoje

Atualmente a AMS atende 35 distritos, tem cerca de 23,8 mil membros, distribuídos em 137 igrejas e 166 grupos, e possui três Escolas Adventistas (em Juiz de Fora, Andradas e Varginha). A Fadminas, instituição de ensino com regime de internato, também está localizada neste território, na cidade de Lavras. E em 2018, o Colégio Adventista de Juiz de Fora tornou-se um polo de educação a distância por meio do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp). O campo ainda conta com uma loja Vida e Saúde, em Juiz de Fora, a Rádio Novo Tempo, em Poços de Caldas, e dois Centros de Treinamento e Recreação, um em Capim Roxo e outro em Trimonte.

Trinta e cinco anos se passaram, e o objetivo inicial continua o mesmo hoje: alcançar todo o território da AMS com o evangelho que transforma e salva vidas, levando esperança a cada cidade deste campo.

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox