Notícias Adventistas

Curso de estudantes colportores reúne 721 jovens

O curso aconteceu entre os dias 21 e 24 de dezembro no Unasp-HT.

24 de dezembro de 2015
As cores das camisetas representavam uma região de São Paulo.

As cores das camisetas representavam uma região de São Paulo.

Hortolândia, SP… [ASN] Entre os dias 21 e 24 de dezembro aconteceu o Curso de Estudantes Colportores promovido pela sede da Igreja Administrativa para o Estado de São Paulo (União Central Brasileira). O evento foi sediado no Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP), campus Hortolândia. Ao todo, 721 estudantes brasileiros e hispanos participaram do treinamento.

Com o tema Colportagem: vivo a missão, o programa contou com palestrantes da área de comunicação, evangelismo e diretores da editora adventista Casa Publicadora Brasileira todas as manhãs. Além disso, os estudantes puderam desfrutar das olimpíadas quinquenais de colportores, que aconteciam no período da tarde.

O organizador do curso, pastor Marco Aurélio, conta que o objetivo principal ao reunir o grupo foi reforçar os ideais de um verdadeiro colportor. “Queremos treinar, motivar, capacitar, instigar e reforçar o senso de missão nos jovens. A colportagem vai muito além da venda de livros, pois é missão na prática com um propósito muito maior”, complementa.

Transformando vidas

Um exemplo, é o da estudante de Jornalismo no Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP), campus Engenheiro Coelho, Késia Andrade, que dedica todas as suas férias para a colportagem. “Eu preciso deste trabalho para custear meus estudos, mas também sou apaixonada por isso. A colportagem me ensinou coisas que em nenhum outro lugar aprenderia”, conta.

Desde que começou a estudar, Késia participa do trabalho. No começo, ela apenas vendia publicações, mas com o passar do tempo, tornou-se líder de um grupo de jovens. Ela já trabalhou em vários municípios da capital e pretende continuar atuando na área até concluir a graduação.

Foi graças a colportagem que ela chegou ao quarto ano da faculdade, comprou um automóvel e se mantém financeiramente em todas suas necessidades pessoais. No entanto, acima de qualquer fator econômico, ela reforça: “Este trabalho me ajuda a salvar vidas. Eu acredito na colportagem como uma ferramenta para abreviar a volta de Jesus”, finaliza.

O pastor Ivo Suedekum trabalhou com a colportagem por 19 anos, tanto na liderança do departamento quanto na prática. Sua experiência deixou-lhe algumas certezas. “A colportagem é um presente que Jesus deixou para o seu povo. Ele espera muito de quem realiza este trabalho. É a missão que pode transformar o mundo”, conclui. [Equipe ASN, Jhenifer Costa]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox