Notícias Adventistas

Colportora mineira realiza sonho e se forma em Medicina

Medicina foi a meta traçada pela jovem de Minas Gerais. O caminho até essa conquista passou pela participação no projeto Sonhando Alto.

19 de agosto de 2015
Hoje Ellen trabalha em um centro de saúde de Contagem (MG)

Hoje Ellen trabalha em um centro de saúde de Contagem (MG)

Belo Horizonte, MG… [ASN] Toda criança tem sonhos em relação ao futuro. Alguns querem ser bombeiros, outros veterinários, médicos, professores, jogadores de futebol. A lista é bem grande e, até aí, tudo é possível. Porém quando a pessoa cresce costuma se tornar mais conscientes das dificuldades ao nosso redor, e muitas vezes permite que essas coisas sufoquem os sonhos.

Leia também:

Sonhando Alto abre portas para o futuro profissional

A mineira Ellen Leal, de 29 anos, tinha o sonho de ser médica, e quase deixou seu sonho ser sufocado pelos problemas e empecilhos que a vida tem. Vinda de uma família sem muitos recursos financeiros, ela considerava que seria difícil demais e que não conseguiria. Por isso, assim que saiu do ensino médio, conseguiu um emprego em sua cidade natal e deixou isso pra lá. O que Ellen não sabia, porém, é que Deus ainda sonhava por ela.

Em 2004, no momento em que Ellen resolveu começar a trabalhar e deixar a faculdade para outro momento, uma equipe de colportores visitou a cidade em que morava, Divinópolis (Minas Gerais). A colportagem é um programa da Igreja Adventista do Sétimo Dia, dentro do Ministério de Publicações, que proporciona uma fonte de renda para os seus membros por meio da venda de literatura cristã. Com a chegada desses visitantes, os olhos de Ellen se abriram para um novo mundo de oportunidades. “Eu achei muito bacana o trabalho que eles faziam. Achava legal essa questão de poder evangelizar, trabalhar pra obra de Deus, e também conseguir os recursos para pagar os estudos”, disse ela.

Sonhando Alto

E por causa do exemplo dado por esses colportores é que Ellen decidiu que, nas próximas férias, ela também estaria em uma equipe de colportagem e começaria a correr atrás de seu futuro. Ela começou a participar do projeto Sonhando Alto, que em 2015 completa exatamente 15 anos no Brasil.  “A primeira vez é sempre mais difícil, mas eu aprendi muito e pude ver que era possível conseguir juntar o dinheiro pra poder estudar. E Deus me abençoou muito nessas férias”, conta.

Através do trabalho com a venda de livros, o sonho de cursar medicina foi realizado.

Por meio do trabalho com a venda de livros, o sonho de cursar medicina foi realizado.

Durante o trabalho naquelas férias, Ellen fez amigos que estudavam em uma instituição de ensino adventista e decidiu ir pra lá e estudar fisioterapia, que, apesar de não ser o seu sonho, “pelo menos estava na área da saúde”, como ela disse.

Concluindo o seu primeiro ano de estudo, ela percebeu que não estava feliz, e que deveria mesmo correr atrás do sonho da medicina. Nessa mesma época, conheceu algumas pessoas que estudavam na UAP, Universidade Adventista del Plata, na Argentina, e descobriu que a Universidade oferecia o tão desejado curso. Abandonou o curso de Fisioterapia e foi em busca dessa oportunidade.

Porém, o que a moça não sabia era que a data limite de inscrição para o ano seguinte já havia passado, e ela então perdeu temporariamente a chance de ingressar na Medicina. Sem saber o que fazer com o ano “de sobra”, Ellen decidiu participar do programa Sonhando Alto, um projeto de colportagem, para estudantes, com um ano de duração. Com o dinheiro arrecada durante o ano de trabalho, foi possível pagar mais de um semestre de curso, e, durante as férias, ela voltava ao trabalho, para garantir que teria dinheiro para os sete anos de estudos. E mesmo durante o período de estágios, chamado internato, quando ela teve que parar com a colportagem, Deus proveu meios e o dinheiro apareceu.

Ellen se formou em fevereiro deste ano, e atua como clínica geral em uma unidade de saúde familiar no município de Contagem, em Minas Gerais. E, apesar das dificuldades da profissão, é possível notar a alegria que a preenche. “Eu sou apaixonada pela minha profissão. É muito bom ter a sensação de que você faz o que você gosta. Eu gosto muito de lidar com as pessoas, de poder ser útil, de ajudá-las em um momento difícil, em que as pessoas estão carentes, que é o momento da enfermidade”, conta a médica, que tem a passagem do Salmo 37 verso 4 como promessa cumprida de Deus em sua vida: “Alegra-te no Senhor e Ele satisfará os desejos do teu coração”. Ela não tem dúvidas de que Deus usou a colportagem para ajudá-la a realizar sonho.

E para todos aqueles que, como Ellen, têm o desejo de estudar e seguir uma carreira profissional, ela deixa o recado: “E se você tem um sonho, e não sabe como conseguir [realiza-lo], não tem nem ideia de como começar, eu posso te dizer que a colportagem é um ótimo caminho. E, com certeza, se você sonhar e correr atrás, Deus vai te abençoar”, assegura, Ellen. [Equipe ASN, Laís Macedo]

Veja um vídeo com a história de Ellen:


 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox