Notícias Adventistas

Voluntários doam roupas e acessórios de frio para moradores de rua

Com a onda de frio desta semana as doações e o calor humano foram muito bem recebidos

Por Letícia Alves 30 de julho de 2021

Voluntários estiveram em uma casa de passagem, que abriga moradores de rua, em Curitiba

A frente fria que chegou ao Brasil derrubou as temperaturas no Sul e Sudeste. No Paraná, os termômetros marcaram temperaturas negativas em muitas cidades, inclusive em Curitiba. Na capital, mesmo que o frio faça parte do cotidiano local, os casacos mais quentes saíram do armário. Mas, e quem não tem como se esquentar e mora na rua? A estimativa da Fundação de Assistência Social (FAS) é que existam cerca de 2,4 mil pessoas em situação de rua na cidade.

Pensando nisso, jovens do projeto Missão Calebe do distrito Santa Quitéria, em parceria com a FAS, estiveram em uma das casa de passagem, que abriga moradores de rua, na última quarta-feira (28). Os voluntários levaram chocolate quente, carinho e calor humano, além de doar roupas e acessórios usados no frio como gorros, luvas e cachecóis. “A gente não tinha muito dinheiro. aos olhos do mundo não teríamos condições de fazer, aqui nesse abrigo eles atendem 120 pessoas, então tínhamos que conseguir de 120 coisas para mais, porque sempre encontramos alguém na rua. a gente vê a mão de Deus mesmo”, conta Loren Matias, distrital jovem de Santa Quitéria.

Mesmo que as doações sejam muito bem recebidas, a visita tem um significado ainda maior. “As pessoas dão um prato de comida, mas não olham no olho. Quem vive na rua precisa de carinho, atenção. É muito importante esse envolvimento, ver as pessoas cantando com eles, conversando. Eles ficam felizes”, explica Liliane Pereira, coordenadora da casa de passagem.

Atitudes como essa fazem bem para quem recebe e para quem doa. “Quando a gente faz o bem para o outro, a gente faz para gente também. E principalmente a gente tem que pensar o que Jesus faria? E se fosse Jesus, você iria?

Como acontece todos os anos, a FAS intensifica o trabalho de abordagem social quando há previsão de temperaturas iguais ou abaixo de 9ºC. Das 18h às 24h, 19 equipes percorrem toda a cidade de Curitiba em busca de quem está desprotegido na rua e aceita ir para o abrigo.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox