Notícias Adventistas

Voluntários dedicam férias para ajudar ribeirinhos no Amazonas

Em parceria com a ADRA Brasil, grupo construiu banheiros, pintou casas e fortaleceu senso de missão.

9 de fevereiro de 2015
Voluntarios-dedicam-ferias-para-ajudar-ribeirinhos-no-Amazonas1

Os 13 voluntários saíram de Brasília para dedicar 10 dias em favor de moradores de Manacapuru, no Amazonas.

Manacapuru, AM… [ASN] Os uniformes ficaram em casa e deram lugar a botas e chapéus. As ferramentas de trabalho não eram mais os computadores ou smartphones, mas sim enxadas e rolos de pintura. Foi assim que durante 10 dias, entre o final de janeiro e início de fevereiro, 13 funcionários da sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia para oito países sul-americanos utilizaram suas férias para ajudar os moradores da comunidade Rosa de Saron, localizada às margens do rio Manacapuru, no Amazonas. Para chegar lá, eles partiram de Brasília e enfrentaram três horas de avião, duas horas de carro e sete horas de lancha.

Por meio da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA Brasil), a equipe teve a oportunidade de fazer parte do projeto Luzeiro, o qual tem o objetivo de promover a saúde para a população ribeirinha. Durante o ano, diversos profissionais da área de saúde como oftalmologistas, psicólogos, cardiologistas, dentistas, dentre outros, realizam consultas gratuitas para a população, sendo esta uma das únicas maneiras de ter atendimento médico próximo a suas casas.

A pequena comunidade de aproximadamente 50 habitantes se alegrou ao receber mais uma vez uma equipe de voluntários. Em anos anteriores, já estiveram ali grupos vindos de Moema, em São Paulo, e até da Nova Zelândia. Os moradores reconhecem o esforço e dedicação que são empenhados para a melhoria do local em que vivem. “É muito bom conhecer pessoas que vem de longe só para deixar a nossa casa mais bonita”, ressalta Aldenora Soares, moradora da região.

Mão na massa

Neste ano, os voluntários receberam a missão de construir dois banheiros e realizar a pintura de quatro casas do povoado. Porém, antes mesmo do inicio da missão, algumas preocupações já tomavam conta do grupo. “Quando vi a lista e percebi que havia poucos homens e muitas mulheres, pensei que seria difícil conseguir finalizar nosso trabalho”, observa o gerente de projetos Elias Barreiros.

Mesmo assim, eles não se esquivaram do trabalho. No decorrer dos dias, as tarefas foram sendo cumpridas no tempo previsto, possibilitando aos voluntários terem a oportunidade de conhecer a rotina e os hábitos dos ribeirinhos. Para a corretora de seguros Lídia Calderón, um dos momentos marcantes foi a oportunidade de conhecer como é elaborado o processo do açaí. “Foi incrível os ver subindo nos pés de açaí, debulhar as sementes, socar os grãos e aos poucos ver surgindo o suco da fruta”, recorda. Depois de um dia de trabalho, o grupo tinha a oportunidade de tomar banho no rio Manacapuru, pescar em comunidades nos arredores, jogar bola com as crianças, entre outras atividades.

O coordenador de serviços gerais Januário Neto classifica que a experiência foi muito mais do que uma simples missão, e sim uma oportunidade de enfrentar novos desafios. “Eu já poderia ter viajado de avião em outras ocasiões, mas nunca tinha tido coragem. E quando surgiu o desejo de participar da missão, esse seria o maior obstáculo para mim, mas a vontade de fazer parte dessa equipe me fez vencer esse medo”, assume. Além do medo de avião, Neto também possuía receio de andar de barco, mas novamente enfrentou seu medo para se dedicar em favor do próximo, tendo confiança de que essa era a vontade de Deus.

Voluntarios-dedicam-ferias-para-ajudar-ribeirinhos-no-Amazonas9

A comunidade ganhou mais cores com a pintura realizada pelos participantes do projeto.

Para os voluntários, a construção dos banheiros e a pintura das casas foram apenas um detalhe perto da riqueza de aprendizado que tiveram no convívio com a comunidade e por enfrentar as limitações da região, dentre eles o fato de não possuir energia elétrica durante o dia e não haver sinal de celular nem internet.

Quem tem interesse em participar de uma missão de voluntariado ou colaborar financeiramente pode entrar em contato através do site www.adra.org.br ou pelo e-mail contato@adra.org.br. [Equipe ASN, Jéssica Fontella]

Confira a galeria com mais imagens:

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox