Notícias Adventistas

Projeto socioambiental leva voluntários a plantar 800 árvores na Paraíba

Iniciativa de educação ambiental visa criar consciência ecológica e valorização da natureza. Instituições e departamentos da Igreja estiveram à frente do projeto

Por Andréa Figueiró

Voluntários recebem mudas antes de iniciar o plantio

A crescente transformação na faixa territorial da região litorânea da Paraíba, devido a diversos fatores, como a construção de condomínios, falhas no escoamento das águas pluviais, dentre outros, tem promovido estudos e iniciativas por parte de organizações para inibir os impactos ambientais que têm ocorrido em vários trechos dessa área, principalmente no que diz respeito às erosões da Barreira de Cabo Branco. Um dos locais mais afetados por esse fenômeno é a Falésia do Altiplano.

Dado a isso, e com o objetivo de resgatar não só a titularidade de segunda cidade mais verde do planeta à capital, João Pessoa, mas minimizar a erosão dessa localidade e, principalmente, fazer com que crianças e jovens entendam a importância da natureza e preservem-a, a terceira edição do Projeto “Dia + Verde” envolveu voluntários que, no domingo, 3, plantaram cerca de 800 novas árvores na cidade.

Leia também:

O programa de educação ambiental ocorre anualmente e oferece à juventude a oportunidade de participar de uma atividade de plantio de mudas de plantas nativas, em áreas degradadas na região metropolitana das principais cidades da Paraíba.

Além do projeto, a ADRA ainda promoveu um café da manhã para os participantes

Para Erinaldo Costa, diretor da ADRA Brasil, regional Nordeste, organização não governamental (ONG) responsável pelo projeto, a iniciativa tem se aliado a diversas outras campanhas sociais em todo o município para que mais pessoas se

sintam motivadas a salvar o planeta. “Nossa intenção é não só fazer a nossa parte, mas estimular que outras pessoas façam a sua, preservando o que temos de mais belo perto de nós, a natureza”, ponta.

Conscientização

Segundo Hilário Mendonça, um dos organizadores, é sempre um desafio, mas o resultado é gratificante. “É desafiador pela falta de recursos, pelo trabalho que dá para organizar tudo, mas ao mesmo tempo é recompensador, pois a gente vê a dedicação e empenho de um grupo de pessoas que está pensando não só no seu futuro, mas no futuro de outros também. Isso é recompensador, pois estamos educando uma nova sociedade”, avalia.

Aventureiros também se envolveram na atividade

O reflorestamento aconteceu no litoral Sul do município e foram plantadas mudas de ipês amarelo, roxo, ipê jardim (decorativo), pau-brasil, acácia Brasil, palmeira, entre outras espécies. A meta é enterrar cerca de 10 mil mudas até dezembro.

A ação contou com a parceria do Comitê de Ação e Cidadania, TV Cabo Branco (afiliada Rede Globo), Clubes de Desbravadores, Aventureiros e Secretaria Municipal do Meio Ambiente, além de centenas de voluntários e instituições de todo o Estado. No total, mais de 600 pessoas estiveram envolvidas.

Veja o que a imprensa falou sobre o assunto:

 

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox