Notícias Adventistas

Projeto incentiva desenvolvimento do microempreendedoríssimo em três estados do Nordeste

A iniciativa é resultado da parceria da Igreja Adventista e a fundação suíça Stifitung há mais de três décadas. Este ano, somente no Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte foram quase 80 famílias beneficiadas

14 de maio de 2018

Por Andréa Figueiró e Cida Souza

Novos empreendedores participam de palestras, seminários e cursos que os incentivam na organização dos negócios

Desempregada e vivendo apenas de algumas faxinas que conseguia poucas vezes no mês, Elizabete da Silva (40 anos) depois de

Projeto possibilita mudança de profissão e novos sonhos na vida de Elizabete

muito procurar emprego, foi encaminhada pelo Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) de Parnamirim, Rio Grande do Norte à Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) de sua comunidade, para saber sobre os projetos que a congregação desenvolvia em seu bairro, e se teria como conseguir algo para mudar sua situação atual. Qual não foi sua surpresa, esse foi o mesmo período em que tinha se iniciado a seleção para o projeto “Viva Melhor” e seu nome foi aceito. “Estava muito difícil para mim. Eu não conseguia faxinas e eu tenho quatro filhos e uma neta para criar. Mas as portas foram abertas e agora tudo vai mudar, pois vou ter uma renda né? Pra sustentar eles”, relatou emocionada.

Elizabete mais outras 77 outras pessoas foram beneficiadas projeto “Viva Melhor”, que tem por objetivo incentivar o micro empreendedorismo para quem possui baixa ou nenhuma renda.

Durante o processo, os selecionados participaram de seminários oferecidos pela IASD de cada Estado e de um curso pelo SEBRAE. Nos três territórios foram dadas orientações sobre finanças, atendimento ao cliente, como controlar os gastos, dentre outros. Tudo isso como resultado da parceria da Igreja Adventista e a Stiftung, fundação suíça, que atua no Brasil há mais de 30 anos. Este ano o projeto aconteceu no último dia 9 no Ceará e na Paraíba e Rio Grande do Norte, no domingo 13.

Giuseppe Carbone, diretor da fundação para a América do Sul diz que esta é uma oportunidade de transformação social com incentivo ao empreendedorismo “ Queremos dar a oportunidade dessas pessoas melhorarem suas condições de vida. Aqui elas aprendem e empreendem e assim, como o próprio projeto diz, vivem melhor”, afirmou.

Josué ao lado do diretor da Stiftung, Giusepe Carbone, sorri com a nova oportunidade de empreender e lucrar.

E empreender foi a oportunidade que o Josué Pinheiro, designer gráfico, estava esperando para dar continuidade ao seu sonho. Desempregado há algum tempo, viu a chance bater a sua porta e dá uma nova engrenagem em sua vida. Ele recebeu uma impressora, o que afirmou, lhe trará mais que uma certeza de renda fixa. “Vai me trazer mais liberdade e autonomia, pois em termos de custo benefício, o equipamento vai reduzir em torno de 60 por cento no valor de impressão”, declarou.

Dentre os paraibanos, potiguares e cearenses foram entregues carrinhos de lanche, kit salão de beleza, freezers, fornos, fogões, assadeiras, kits de solda e kits de pedreiro, entre outros.

Durante os próximos três meses os novos empreendedores, além de acompanhados, terão um suporte na condução da nova profissão.

Conheça os novos empreendedores nesses três Estados.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox