Notícias Adventistas

Projeto Amor acolhe e resgata dignidade de moradores de rua

Convidados especiais participaram de diversas atividades e ganharam uma ceia de natal

22 de dezembro de 2016

Este slideshow necessita de JavaScript.

São Paulo, SP…[ASN] Por diversos motivos, eles saíram de casa e fizeram das calçadas, viadutos, entre os lugares mais improváveis uma moradia para viver. “Cada um tem a sua realidade. No meu caso, não tive dinheiro para pagar o aluguel, e precisei sair do imóvel. Eu não queria passar por isso”, desabafa Valdeci da Silva, de 54 anos, morador em situação de rua.

Com o propósito de resgatar a dignidade, a autoestima e a socialização de homens e mulheres que vivem em condições de vulnerabilidade, na zona sul de São Paulo, na última terça-feira, 20, voluntários do “Projeto Amor” promoveram um dia especial a esse grupo.

Cerca de 50 convidados foram acolhidos e receberam atendimentos gratuitos. A ação que aconteceu no Espaço Comunidade Esperança, ECOE, incluiu banho quente, roupas limpas, serviços dedicados à beleza como corte de cabelo e manicure, música ao vivo, entre outras atividades.

_dsc6670

Além de cortar o cabelo, Ivanilda também passou pela manicure

Ivanilda Neiva Barbosa Rosa aproveitou para cuidar da aparência. “Momentos assim, fazem a gente esquecer um pouco da vida difícil e dos problemas que temos para nos sentirmos mais gente, mais humanos. Estou sendo tratada como uma princesa e agradeço a todos pelo cuidado. Vocês não têm ideia de como isso é importante para nós”, afirma.

No encontro, foi preparada e servida uma ceia de natal aos participantes. “Para muitos, essa época é como se fosse um dia normal, sem expectativas. Mas aqui, o clima foi diferente. Eu me senti como se estivesse em família”, conta Francisco Inocêncio Vitor Neto que está afastado de casa há muito tempo.

“Muitos deles não têm a oportunidade de celebrar essa data tão importante em família, e muitos nem fazem questão de comemorá-la por não encontrar motivos para isso. A ideia é mostrar de forma sutil os valores que estão implícitos nessa comemoração, e fazer com que todos sintam-se lembrados e amados. ”, explica Eva Fernandes, coordenadora do projeto.

Volta por cima

No encontro, os participantes acompanharam a história do ex-morador de rua Ricardo Rodrigues que, por um longo período, envolveu-se com o tráfico. No entanto, por influência e persistência de voluntários, ele conseguiu mudar de vida e cada dia tem superado as dificuldades. “Estou escrevendo uma nova história. Não foi fácil, mas eu venci e tenho certeza que o meu testemunho poderá ser um incentivo de transformação de vida para alguém aqui”, ressalta.

Fábio da Silva Wanderley luta contra o vício do álcool, e viu no novo amigo uma inspiração. “Estou passando por uma fase muito ruim, e ouvir depoimentos como este , me faz acreditar que o meu caso ainda tem solução”, reconhece.

Assista a matéria na íntegra:

Além das atividades, os visitantes foram presenteados com um panetone e um kit de higiene, contendo sabonete, shampoo, condicionador, pente, escova e pasta de dente, absorvente e aparelho de barbear. Após receber o mimo, Maria José Santos, 59, que mora em condições precárias, aproveitou a oportunidade para agradecer. “Por mais que a nossa vida seja sofrida, a gente tem razões para ser feliz. Deus envia anjos para tomar conta de nós todos os dias, e hoje mais uma vez eu senti esse cuidado”.

Conhecida no grupo pelo otimismo, Maria tem o desejo de falar de Deus às pessoas

Conhecida no grupo pelo otimismo e simpatia, Maria trabalha com recicláveis para sobreviver

Parceria  

A iniciativa promovida pela Ação Solidária Adventista, ASA, uma das frentes de trabalho da Igreja Adventista do Sétimo Dia na região Sul da capital paulista, que atua na comunidade, em áreas como assistência social, educação, saúde, entre outros segmentos, contou com a parceria da  Sociedade Amiga e Esportiva do Jardim Copacabana, SAEC.

A ONG atende crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos e famílias que precisam de apoio, por meio de serviços nas áreas de assistência social, educação, trabalho, profissionalização, entre outros setores. “Fizemos o cadastro de todos os participantes e estendemos o convite constantemente. É uma forma de incentivar e lembrá-los do compromisso. Foi muito bom fazer parte desse projeto que considero extremamente importante. A intenção é continuarmos essa parceria”, declara Helena Sales, orientadora sócio-educativa do Serviço Especializado de Abordagem Social, SEAS.[Equipe ASN, Danúbia França]

 

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox