Notícias Adventistas

Programa social alegra natal de famílias carentes

25 de dezembro de 2017

Campinas, SP…[ASN]

O Mutirão de Natal completa 23 anos desde a primeira edição. O projeto social começou em 1994 na Igreja Adventista do Sétimo Dia em Botafogo, no Rio de Janeiro, e ao longo dos anos tem atendido milhões de pessoas carentes e centenas entidades de apoio humanitário na época do natal. Neste ano, a Igreja Adventista na região central do Estado de São Paulo se mobilizou para trazer alegria para famílias que vivem em estado de vulnerabilidade social. Um exemplo disso aconteceu no município de Várzea Paulista, onde duas toneladas de alimentos foram doadas, além de brinquedos. O evento contou com a presença de 500 moradores que foram diretamente beneficiados, também compareceram diversas autoridades civis e eclesiásticas. Para o pastor Jorge Pimenta, organizador do evento, a igreja existe para servir a sociedade. “A igreja tem a obrigação de fazer a diferença na comunidade e ser relevante para as pessoas. Jesus fazia a diferença por onde passava”, enfatiza.

Outro bom exemplo aconteceu em Campinas, no dia 23 de dezembro, na comunidade do Monte Cristo. Uma equipe composta por voluntários da ASA (Assistência Social Adventista) antecipou o natal para 100 crianças oferecendo lanche, brinquedos e presentes. “Há mais religião em um pedaço de pão do que podemos imaginar”, refletiu o pastor André Ferreira, que acompanhou de perto a ação. Segundo ele “somente pela manifestação de interesse altruísta pelos necessitados é que podemos dar uma demonstração prática das verdades do evangelho”. Dentro dessa filosofia, quatro comunidades adventistas também abraçaram o Mutirão nos municípios de Aguaí e Espírito Santo do Pinhal.  Juntas, arrecadaram quatro toneladas e meia de alimento, beneficiando mais de 100 famílias. Rafael Miranda atuou como voluntário e refletiu a respeito da experiência. “O mundo seria melhor se todas as pessoas se doassem para ajudar ao próximo”.

Para o pastor Hélio Bochnie, diretor da ASA e da ADRA para os 82 municípios da região central do Estado de São Paulo (APaC, Associação Paulista Central) , a participação da igreja foi determinante para a realização do Mutirão de Natal em 2017. “Gostaria de agradecer pelo extraordinário trabalho feito por esses voluntários que chamo de ‘agentes de esperança’, em prol dos mais necessitados. Mais de 220 toneladas de alimentos, além de brinquedos e peças de roupa foram doados”. Bochnie também espera que o programa seja repetido em 2018 com mais força: “que no próximo ano consigamos ampliar esse auxilio através de um numero maior de voluntários”. [Equipe ASN, Jairo Souza]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox