Notícias Adventistas

Mulheres fabricam máscaras para trocar por alimentos e ajudar famílias necessitadas

Por Érika Uchôa 8 de abril de 2020

Em diversas cidades do sudoeste baiano, mulheres adventistas se dispuseram a trabalhar produzindo máscaras de maneira voluntária, durante o período da quarentena.  O objetivo é contribuir para a proteção das pessoas contra o coronavírus e arrecadar alimentos para famílias necessitadas.

Darlene de Oliveira é coordenadora do Ministério da Mulher na igreja de Árvores Verdes, em Contendas do Sincorá, mas sua principal atividade nos últimos dias tem sido produzir máscaras em sua máquina de costura. “Assim que vi nos noticiários a previsão de que faltaria máscaras, de que pessoas poderiam ficar sem alimentos devido à quarentena, me senti na obrigação de ajudar com um dos dons que Deus me deu. Comecei a fazer algumas máscaras pra trocar por alimentos, formar cestas básicas e doar para pessoas da comunidade que estejam em dificuldades. Também distribuo as máscaras de graça para quem não pode pagar. Ajudar a quem precisa, nesse momento, me traz um sentimento de paz e gratidão”, diz Darlene.

Em Barreiras, Erenice Cardoso, que é líder do Ministério da Criança no distrito de Vila Rica, está produzindo máscaras para pessoas de comunidades carentes. Em Jequié, no distrito do Joaquim Romão, Tatiana Carvalho lidera um movimento de mulheres que produz máscaras semanalmente para, no sábado, trocar por alimentos e montar cestas básicas. “Mesmo em quarentena, sentimos a necessidade de continuar fazendo o trabalho de Deus e apoiando as comunidades onde nossas igrejas estão localizadas. Conversei com as meninas do Ministério da Mulher do distrito e elas abraçaram esta causa. Estamos trabalhando e já temos várias máscaras prontas”, comemora Tatiana. 

Em Vitória Conquista, 11 mulheres da Igreja Adventista do Candeias estão empenhadas em produzir até 800 máscaras no projeto Troca Solidária. “Aqui, já temos uma adesão muito grande na arrecadação de alimentos, mesmo sem oferecer nada em troca para os doadores. Mas agora, queremos beneficiar também esses doadores com a máscara de proteção e o livro A Maior Esperança, que é muito propício para este período. Estamos também incluindo máscaras nas cestas que já distribuímos mensalmente às famílias beneficiadas pela ação solidária da igreja: uma máscara para cada integrante da família”, conta a psicóloga Ana Bergamo. A igreja do Candeias irá direcionar parte das máscaras produzidas, para profissionais de saúde. 

Para a professora Ruth Fontes, líder do Ministério da Mulher no sudoeste da Bahia, as mulheres da região estão empenhadas em intensificar o auxílio oferecido à comunidade: “Elas estão confeccionando máscaras que serão trocadas por alimentos ou vendidas, para beneficiar famílias carentes. Algumas máscaras também estão sendo produzidas para doar a pessoas que não podem comprar. Junto com a máscara, vai a orientação de higienização deste item, para que ele seja efetivo na proteção contra o coronavírus. As mulheres estão fazendo um trabalho fantástico e eu louvo a Deus pela vida de cada uma delas. Por meio deste trabalho, Jesus está sendo apresentado de maneira prática para pessoas que ainda não tiveram o privilégio de conhecê-lo”.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox