Notícias Adventistas

Mais de 300 Calebes doam sangue no norte da Bahia

Os voluntários se uniram pela solidariedade para abastecer o estoque dos hemocentros na região.

Por Pedro Farias 23 de fevereiro de 2021

Usando máscaras e álcool em gel, os Calebes foram doar sangue uniformizados. (Foto: Reprodução)

Uma mega campanha de doação de sangue, chamada  Vida por Vidas , foi realizada  pelos jovens voluntários da Missão Calebe em todo o norte da Bahia. As doações aconteceram nos HEMOBAS das cidades de Juazeiro, Senhor do Bonfim, Jacobina e Irecê, nos dias 2,3 e 4 de fevereiro.

“Não dói! Não precisa colocar muita coisa na cabeça porque é muito rápido”, foram as palavras da doadora Elizana da Cruz Azevedo. Ela conta que também já precisou de doação de sangue e por isso decidiu se voluntariar. “A minha motivação é o fato de ajudar as pessoas, pois eu já passei por duas cirurgias e eu sei como é complicado estar no hospital, precisar de doação de sangue e não ter nada no estoque. É uma sensação horrível, então enquanto eu puder ajudar as pessoas eu ajudo”, confessou.

A voluntária Quellen Costa já tentou doar outras vezes e não conseguiu, mas nada abalou o desejo de ajudar outras pessoas. “Quando ajudamos uma pessoa,  ao mesmo tempo estamos nos ajudando também, isso muda o nosso caráter. Jesus fez o mesmo, deu tudo o que ele tinha e salvou muitas pessoas. É por esse motivo que estamos aqui para ajudar e salvar uns aos outros.”, concluiu.

Segundo a bioquímica do HEMOBA de Juazeiro, Simplícia Andrade, uma bolsa de sangue pode ajudar até 4 pessoas, o material é fracionado e cada parte vai para um receptor. “Em uma situação de emergencia que precise de transfusão imediata, o sangue do doador voluntário é essencial para manter o estoque de sangue adequado quando for necessário”, afirmou.

Para evitar aglomeração e respeitar as medidas preventivas contra à COVID-19, o número de doadores foi limitado em até 30 voluntários por dia em cada hemocentro. Simplícia Andrade conta que durante a pandemia as pessoas ficaram muito receosas para doar e isso provocou uma baixa nos bancos de sangue. “Nós tivemos uma queda muito grande, então foi preciso tomar algumas medidas para garantir a segurança do doador. O coronavírus está em alta mas as outras doenças ainda permanecem e precisamos manter o fluxo constante de sangue para atender essa demanda. Quando vocês mobilizam familiares e amigos, nós agradecemos muito”, declarou.

Vida por Vidas

O projeto Vida por vidas é realizado há 16 anos pelos adventistas, sendo reconhecido pela Organização Mundial da Saúde – OMS, como uma das maiores campanhas de captação de sangue do Brasil. A iniciativa busca conscientizar os cidadãos para o hábito de doar, suprindo assim a demanda dos estoques de sangue nos hospitais e hemocentros de toda a América do Sul.

Assista ao vídeo promocional do projeto Vida por Vidas:

As doações podem ser feitas em qualquer período do ano e todos podem ser um doador de sangue, atendendo apenas alguns requisitos. Para doar é necessário:

♦ Estar em boas condições de saúde;

♦ Ter entre 16 e 69 anos;

♦ Pesar no mínimo 50 kg;

♦ Estar descansado;

♦ Estar bem alimentado;

♦ Ter documentação oficial com foto.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox