Notícias Adventistas

Líderes mundiais adventistas reconhecem atendimento aos refugiados sírios no Brasil

Trabalho é realizado no centro de influência adventista em São Paulo, o Instituto Base Gênesis.

6 de dezembro de 2015
Líderes discutem maneiras de ajudar os refugiados sírios que estão na capital paulista.

Líderes discutem maneiras de ajudar os refugiados sírios que estão na capital paulista.

São Paulo, SP… [ASN] Em reconhecimento ao trabalho realizado com refugiados sírios no Instituto Base Gênesis, líderes mundiais da Igreja Adventista na área de voluntariado vieram ao Brasil para prestigiar, na última quinta, 3 de dezembro, as atividades desenvolvidas no local. Durante a visita, cerca de 35 famílias estiveram no centro de influência adventista localizado na Praça da Sé, em São Paulo.

Atualmente, o instituto ampara cerca de 100 refugiados sírios que residem em na capital paulista. Muitos deles não trabalham e, por isso, não têm condições de sustentarem a família. Nesse sentido, a Base Gênesis se preocupa em fazer com que suas necessidades básicas sejam supridas. Contudo, além de alimentos e roupas, os beneficiados também contam com aulas de português e podem fazer cursos profissionalizantes promovidos no local.

Leia também:

De acordo com o coordenador da Base Gênesis, Wallyson Santos, o objetivo principal das ações é fazer com que eles sejam bem recebidos e atendidos, reforçando neles o sentimento de segurança no País. Para Santos, essa é uma forma de fazer com que encontrem esperança em meio às dificuldades. “Queremos ajudá-los em tudo o que for necessário”, frisa.

Devido ao trabalho desenvolvido, o líder mundial em voluntariado adventista, Oscar Ossindro, parabeniza os envolvidos. “É muito bom saber que temos tantas pessoas engajadas em ajudar o próximo. Estou feliz em saber que estamos fazendo o bem de maneira tão significativa para essas pessoas”, complementa.

“Queremos seguir o melhor exemplo que, certamente, foi o de Jesus. Vamos fazer sempre o bem aos que precisam, independentemente de onde ele vier”, reforça o pastor Emilio Abdala, responsável pela área de Missão Global da Igreja Adventista no Estado de São Paulo.

A visita dos líderes foi uma oportunidade de presenciarem na prática como os refugiados acolhidos se alegram ao receberem uma sacola com arroz e feijão. Para muitos, isso pode ser algo básico, mas para eles é essencial e gratificante. [Equipe ASN, Jhenifer Costa]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox