Notícias Adventistas

Jovens voluntários revitalizam instituto de câncer no Maranhão

Um grupo do projeto Missão Calebe resolveu dar mais cor ao Instituto Amar Mais, que acolhe pacientes em tratamento de câncer.

Por Simone Joe

Os voluntários resolveram dar mais cor ao prédio e proporcionar mais alegria aos pacientes

O Instituto Amar Mais é uma casa abrigo sem fins lucrativos para pacientes em tratamento de câncer, localizada em Imperatriz, no Maranhão, e tem capacidade para 200 pessoas e acolhe pacientes de várias cidades. Atualmente, 96 pessoas entre pacientes e acompanhantes estão abrigados no instituto que sobrevive de doações de pessoas, igrejas, empresas e escolas. A coordenação explica que as despesas são altas, pois embora não estejam em tratamento, os acompanhantes geram custos de alimentação e hospedagem. Inaugurado há três anos, o prédio do Amar Mais começou a dar sinais de que precisava de uma revitalização e, então, surgiu a ideia de uma parceria entre o instituto e os voluntários do Missão Calebe para realizar uma pintura nas dependências.

Leia também:

Inicia projeto que revitaliza e reinaugura templos no sul do Maranhão

Congresso de Adolescentes aborda influência digital

Os voluntários conseguiram as tintas e os materiais e se dispuseram a repaginar o instituto

Para o pastor Elielson Oliveira, cuja área de trabalho abrange a região na qual a casa de apoio está localizada, os voluntários cumprem com seu papel em dar assistência. De acordo com ele, “desde o ano passado, a gente vem aqui semanalmente aos sábados e às terças, damos estudos bíblicos, apoiamos campanhas de arrecadação de colchões e alimentos, damos aconselhamento e agora trouxemos os Calebes, que têm essa proposta de fazer a diferença na comunidade”.

Maria Domingas atua na Ação Solidária de Adventista (ASA) em sua congregação e, ao receber o convite para o mutirão, prontamente se dispôs e ainda levou com ela esposo, filha, sobrinha e o genro “eu vim pra cozinhar e é prazeroso porque a obra de Deus é social, me sinto muito feliz”, afirmou.

A voluntária Letícia Augusta comentou que “eu me sinto muito bem vendo outras pessoas felizes, principalmente pintando assim com cores tão alegres”. A assistente social, Ozana Soares, que coordena o instituto, enaltece a ajuda sempre presente dos adventistas, especialmente do instrutor bíblico Robério Brandão. “É muito importante a ajuda da igreja, porque sozinhos não conseguiríamos vencer. Esse apoio tem nos fortalecido muito. A gente percebe o quanto os pacientes ficam felizes e sentem a falta. A gente sabe que o aspecto físico do prédio é fundamental para a cura deles, por isso a ideia da parceria para a pintura”, salientou.

Além do apoio dos membros adventistas da região do Grande Santa Rita, os colaboradores do escritório regional da igreja no sul do Maranhão também dão assistência espiritual, todas as quintas-feiras, por meio do trabalho em Pequenos Grupos. A cada semana, integrantes de um desses pequenos grupos dirige o culto matinal com os pacientes e seus respectivos acompanhantes. “Eu me sinto feliz por vocês chegarem até aqui, pra nos fortificar, já que nós estamos aqui doentes, em cima de uma cama. Agradeço a Igreja Adventista, porque o pessoal vem aqui toda semana dar uma força pra nós e preenche meu coração de alegria”, destacou o paciente Nildo Ferreira, de 84 anos.

O lema da Igreja Adventista no sul do Maranhão para 2018 é Ser Igreja Todo Dia, cujo objetivo é realizar ações solidárias consistentes em cada região na qual se encontra uma igreja, exercendo assim o amor além das portas dos templos.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox