Notícias Adventistas

Jovens levam esperança a hospital na Grande Florianópolis

Adventistas da capital e de Antônio Carlos cantaram, oraram e distribuíram livros cristãos nos hospitais da região

Por Daniel Gonçalves 6 de abril de 2021

Profissionais de saúde foram homenageados durante as duas ações missionárias

Duas ações especiais levaram carinho e apoio aos profissionais de saúde e pacientes em dois hospitais da Grande Florianópolis. Em Antônio Carlos, a igreja adventista da cidade decidiu dedicar o primeiro sábado de cada mês para uma atividade missionária envolvendo toda a congregação. Neste mês de abril eles visitaram o hospital regional de Biguaçu Helmuth Nass. Foram cerca de 20 membros envolvidos e que cantaram, oraram e distribuíram literatura cristã.

Segundo Carine, uma das líderes da igreja, a atividade surpreendeu: “Uma médica levou três pacientes [já sem risco de contaminação] até a porta para assistirem e depois nos agradeceu por permitir que ela fizesse parte desse momento”, conta. O hospital regional de Biguaçu tem sido um dos centros de pacientes com COVID-19 e todo o processo foi com segurança para não haver contaminação. “Foi muito gratificante ver os irmãos em missão juntos compartilhando esperança. A reação dos que recebiam essa mensagem foi de alegria”, comenta o pastor Wanderlan Costa.

Já no centro da capital, cerca de 25 jovens da igreja central visitaram o hospital Governador Celso Ramos e cantaram, oraram e levaram uma mensagem bíblica no local. Os profissionais da UTI acompanharam tudo na recepção e os pacientes puderam acompanhar pelas janelas do hospital. “A juventude viu a importância de estar envolvida na missão. A igreja deve ser relevante, ainda mais nesse momento tão difícil por causa da pandemia. Ver uma juventude envolvida não tem preço. Eles estão comprometidos em espalhar o reino de Deus”, explica o pastor auxiliar José Neto.

“Obrigado Deus por nos movimentar em um domingo que estaríamos acomodados em casa. Levar a mensagem de esperança é nossa missão”, comenta Simone Vargas. “Um momento interessante foi quando uma senhora chegou perto da gente e pediu oração pelo filho. Outra mulher pediu pelo bebê que ainda estava internado. E um rapaz viu nossa ação e decidiu se juntar a nós. O evangelho é contagiante!”, conclui o pastor José.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox